• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Calculadora do g1 mostra discrepância salarial entre homens e mulheres; veja sua área de atuação

As mulheres recebiam um salário em média 17% menor que o dos homens até 2022. As mulheres recebiam um salário em média 17% menor que o dos homens até 2022, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Enquanto o salário médio das mulheres foi de R$ 3.241,18 naquele ano, o dos homens foi de R$ 3.791,58.
O levantamento foi feito com base no Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) de 2022, que reúne dados de empresas e seus empregados, inclusive salários, excluindo apenas os empresários enquadrados como Microempreendedor Individual – MEI.
A área de atuação com a maior diferença salarial foi a de fabricação de mídias virgens, magnéticas e ópticas, com homens ganhando R$ 7.509,33, enquanto mulheres ganharam R$ 1.834,09, um valor 309,4% menor.
Já a área em que as mulheres ganharam mais, com a maior diferença, foi em organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais. Nessa área, mulheres receberam salários médios 47,7% maiores que o dos homens: elas ganharam R$ 9.018,70 e eles, R$ 4.717,09.
Consulte, na calculadora a seguir, todas as áreas de atuação e quais foram os salários médios de homens e mulheres em 2022.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.