• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Cheias dos rios alagam territórios indígenas e deixam aldeias Tembé isoladas, no sudeste do Pará

Ao menos 4 aldeias foram afetadas pelas cheias dos rios, que subiram 8 metros. Helicópteros sobrevoaram a região e entregaram mantimentos às famílias isoladas pelas águas. Indígenas da etnia Tembé sofrem com alagamentos em Paragominas devido cheia dos rios
Indígenas das aldeias Tembé, do Alto Rio Guamá, sofrem com as cheias dos rios Uraim e Gurupi na região de Paragominas, sudeste do estado. O nível dos rios elevou quase 8 metros e várias casas ficaram alagadas. Comunidades indígenas estão isoladas.
Equipes da Defesa Civil Municipal e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Paragominas sobrevoaram a região e visitaram famílias indígenas de quatro aldeias afetadas pelas enchentes.
Do alto é possível ver a área de mata tomada pelo aguaceiro e algumas comunidades indígenas que estão isoladas. Estradas que dão acesso às aldeias estão interditadas e pontes de madeiras foram arrastadas pela água.
Os indígenas foram atendidos com cestas básicas, água potável, mosqueteiros e atendimento pelas equipes da Prefeitura de Paragominas. A Secretaria Municipal de Assistência Social informou que vai continuar monitorando e prestando toda a assistência aos povos indígenas Tembé que foram atingidos pelas cheias. A Defesa Civil do município também segue monitorando a região para garantir o apoio nas aldeias da região do Alto Rio Guamá.

Bookmark the permalink.