• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Pais de crianças mortas em ataque a creche em Blumenau pedem penas mais duras e Janja rebate: ‘Sociedade mais humanitária’


É esperado ainda nesta terça que o pai de Bernardo Cunha Machado, 5 anos, a mãe e a madrinha de Bernardo Pabst, 4 anos, se encontrem com o presidente Lula (PT). Familiares de crianças mortas em ataque a creche de Blumenau discutem em Brasília segurança nas escolas
Dagmara Spautz/NSC
A primeira-dama, Janja Lula, se reuniu nesta terça-feira (18) com três familiares das crianças mortas no ataque em creche de Blumenau, no Vale do Itajaí. No encontro, o pai de Bernardo Cunha Machado, de 5 anos, e a mãe e madrinha de Bernardo Pabst, de 4 anos, pediram penas mais duras para esse tipo de crime.
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
Aos familiares, a primeira-dama disse o Brasil precisa de “uma sociedade mais humanitária”. O ministro da educação Camilo Santana (PT) também acompanhou a reunião que foi promovido pela deputada Ana Paula Lima (PT).
“A gente precisa de uma sociedade mais humanitária. A gente precisa de uma cultura da paz, mas do que uma lei punitiva, a gente precisa transformar um pouquinho de mentes e corações que estão tomados de ódio”, disse.
Os familiares estão em Brasília acompanhando uma comitiva com políticos de Santa Catarina.
Além dos familiares, o prefeito Mário Hildebrandt (Podemos) e o governador Jorginho Mello (PL) também participam dos encontros. Nesta manhã, os dois se reuniram com o presidente Lula (PT), ministros e governadores para discutir violência nas escolas.
Creche onde houve ataque vai pedir apoio psicológico ao governo
SC tem promessa de vigilantes em escolas que não saiu do papel desde 2021
Como lidar com o luto coletivo após situações como a do ataque a creche de Blumenau
O crime aconteceu na manhã de 5 de abril. O assassino pulou o muro da creche e iniciou o ataque com uma machadinha. Além das quatro crianças mortas, cinco foram feridas.
Ataque a creche em Santa Catarina deixa quatro crianças mortas
ÚLTIMA LEMBRANÇA: Bernardo chegou à creche imitando um coelhinho
RELATO: Professora diz que trancou bebês no banheiro para salvar crianças
SOLIDARIEDADE: Dois anos após chacina, Saudades lamenta ataque em Blumenau
O criminoso segue preso e virou réu por quatro homicídios e cinco tentativas de homicídio quadruplamente qualificados por motivo torpe, meio cruel, impossibilidade de defesa e contra vítimas menores de 14 anos.
Quem são as vítimas
Bernardo Cunha Machado: 5 anos
Bernardo Pabst da Cunha: 4 anos
Larissa Maia Toldo: 7 anos
Enzo Marchesin Barbosa: 4 anos
Enzo Barbosa, Larissa Toldo, Bernardo Machado e Bernardo Pabst , em sentido horário começando no canto superior esquerdo
Reprodução/Redes sociais
VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias
Veja mais notícias do estado em g1 SC

Bookmark the permalink.