• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Modelo agredida por Brennand em academia agradece vítimas que denunciaram: ‘Vocês são muito valentes, é um ato de coragem’


Após prisão do empresário acusado de estupro e agressão, Helena Gomes disse que acredita que a extradição de Brennand vai fazer com que outras mulheres se pronunciem. Pedido de extradição para o Brasil foi autorizado no sábado (15). Modelo Helena Gomes e Thiago Brennand
Reprodução
Após a prisão de Thiago Brennand nos Emirados Árabes, a modelo Helena Gomes, que foi agredida por ele em uma academia de luxo em São Paulo em agosto de 2022, agradeceu as outras vítimas do empresário por terem feito denúncias que possibilitaram o andamento do processo contra o acusado. O caso da academia foi o primeiro divulgado pela TV Globo.
“Com relação a todas as mulheres que entraram em contato com a gente, que tiveram coragem de quebrar esse medo para poder expor o que aconteceu, só tenho a agradecer. É por conta dessas mulheres – tem homens também envolvidos – que esse processo está conseguindo ter andamento”, disse Helena.
“É realmente um ato de coragem. Da minha parte? Eu acredito que mais das mulheres, que infelizmente tiveram que passar por essa situação. Eu tive uma briga. Essas mulheres, a grande maioria, passou por uma violência sexual. É um ato que realmente inibe o sentimento de qualquer mulher, coloca ela em um ponto muito vulnerável. Vocês realmente são muito valentes”, relatou a modelo.
Ela afirmou que algumas pessoas reclamam do tempo do processo contra Brennand, mas que o andamento está dentro do tempo estimado. “São muitos detalhes a serem observados. Processo leva tempo, a extradição também. Está tudo dentro do tempo esperado pelos advogados”.
“Eu acredito que a extradição dele vai fazer com que todas as outras mulheres que não tiveram coragem de se pronunciar, tenham coragem agora” .
Aluna de academia em shopping de luxo de SP relata agressão de empresário
Reprodução
Advogado de 12 vítimas diz que sentimento é de justiça
Marcio Cezar Janjacomo, advogado que representa 12 vítimas de Thiago Brennand, disse nesta segunda-feira (17) que as clientes estão com a sensação de justiça após a prisão do empresário acusado de estupro, agressão, cárcere privado e ameaça.
“Nenhuma delas estava acreditando mais na Justiça. Estavam desiludidas, porque ‘poxa vida, não prendem, não acontece’, enfim. Estão todas muito felizes com o resultado”, afirmou em entrevista ao SP2.
Uma das clientes de Janjacomo é Helena Gomes, modelo que foi agredida pelo criminoso em uma academia de luxo em São Paulo.
Brennand foi preso nos Emirados Árabes Unidos, e a informação foi confirmada nesta segunda (17) pela TV Globo com fontes da Polícia Federal. A PF deve enviar nesta terça (18) quatro policiais ao país para trazê-lo ao Brasil.
No sábado (15), autoridades dos Emirados Árabes Unidos aprovaram o pedido de extradição de Brennand.
Há cinco mandados de prisão preventiva em território brasileiro contra o empresário, por acusações de agredir uma modelo, sequestrar, tatuar, estuprar uma segunda mulher e estuprar uma jovem e uma miss.
Entenda quais são os próximos passos para a extradição, segundo fontes da Polícia Federal e um delegado-chefe da Interpol que acompanha o processo:
Brennand já está preso nos Emirados Árabes? Sim. Mas, até domingo (16), ele cumpria medidas cautelares em liberdade.
Qual a autoridade que fará o processo de extradição? A Polícia Federal, por meio da Diretoria Internacional, deve buscar Brennand no exterior. Uma equipe de agentes será enviada aos Emirados Árabes Unidos. Normalmente, dois policiais fazem o trâmite, mas uma análise de risco foi feita e, no caso do empresário, devido ao histórico de violência, serão quatro.
O que precisa acontecer para ele ser extraditado? Para a extradição acontecer, Brennand precisava ser detido pela autoridade local e ficar preso nos Emirados Árabes. Depois, a Polícia Federal efetiva a extradição. A Interpol atua apenas na publicação da Difusão Vermelha, o que já ocorreu.
Quando Brennand será extraditado? Com a prisão efetivada, o processo não costuma demorar. Segundo a Polícia Federal, acontece em poucos dias.
Quem está negociando o processo de extradição? A extradição do Thiago Brennand está sendo tratada diretamente pela Polícia Federal com o Ministério do Interior dos Emirados Árabes Unidos. Trata-se de uma atividade bilateral entre o Brasil e o país asiático.
O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Sarrubbo, que atuou no caso, disse que, depois que Brennand chegar ao Brasil, será levado a um Centro de Detenção Provisória e que a Polícia Civil assumirá as investigações.
O g1 tentou contato com a defesa de Thiago Brennand, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.
Lula confirmou a extradição
Na última quarta-feira (12), o g1 publicou que a extradição de Brennand seria um dos assuntos abordados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante sua passagem pelos Emirados Árabes. Fontes do Itamaraty confirmaram à TV Globo que Lula iria perguntar ao presidente Mohammed bin Zayed Al Nahyan sobre a situação do empresário.
Após passar pela China, Lula chegou ao país árabe no sábado (15). Depois de se encontrar com o presidente local, foi questionado sobre as tratativas da extradição de Thiago Brennand e negou ter discutido o assunto, mas neste domingo (16), o presidente confirmou que as autoridades aprovaram o pedido.
‘Eu acho que ele tem que pagar’, diz Lula após confirmar extradição de Thiago Brennand
“Quando [a extradição] vai acontecer é uma questão da Justiça, da polícia. A única coisa que eu sei é que, se no mundo existir um milhão de cidadãos como esse, todos merecem ser punidos, porque não é humanamente aceitável que um brutamontes desse seja um agressor de mulheres”, disse o presidente brasileiro. “Eu acho que ele tem que pagar”, disse Lula.
Agressão a modelo — Aluna de academia em shopping de luxo de SP relata agressão de empresário: ‘Ele falou: ‘Vou cuspir em você porque você merece’
Tatuagem “TFV” — Mulher relata agressões e diz ter sido obrigada a tatuar iniciais de empresário: ‘É um monstro’
Suspeita de estupro — Estudante de medicina acredita que foi dopada por empresário em jantar: ‘Completamente desorientada’
Acusação de maus-tratos — Ex-funcionário diz que Thiago Brennand batia e dava choques no filho: ‘Cara desumano’
Em dezembro de 2022, depois de apresentar a documentação complementar requerida pela Chancelaria emirática, a Embaixada brasileira em Abu Dhabi foi informada em março deste ano que o pedido de extradição de Brennand seguia em análise pelas autoridades competentes.
O pedido foi realizado com base em promessa de reciprocidade em casos análogos, já que não há acordo bilateral sobre a matéria em vigor entre Brasil e os Emirados Árabes Unidos (EAU). O Acordo de Extradição entre Brasil e Emirados Árabes foi assinado em 15/03/2019 e ratificado pelos EAU em 04/10/2021.
Thiago Brennand: Veja acusações contra empresário

Adicionar aos favoritos o Link permanente.