• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Entusiasta do ‘Point Bolsonaro’ em Uberlândia tem mandado de prisão decretado e é procurado pela PF na 10ª fase da operação ‘Lesa Pátria’


Contra Marco Alexandre Machado de Araújo ainda há mandado de busca e apreensão, que tenta ser cumpridos nesta terça-feira (18). Ituiutaba e Capinópolis também têm alvos da operação. Marco Alexandre Machado de Araújo, alvo da operação Lesa Pátria em Uberlândia
Reprodução/Redes Sociais
Marco Alexandre Machado de Araújo, que se define como consultor de segurança, e foi um dos entusiastas do “Point Bolsonaro”, é procurado pela Polícia Federal nesta terça-feira (18) na 10ª fase da operação “Lesa Pátria”, que investiga envolvidos de participar e financiar os ataques antidemocráticos do dia 8 de janeiro em Brasília (DF). Contra Araújo também foi expedido um mandado de busca e apreensão.
O Point Bolsonaro foi uma área de encontro que funcionou durante as Eleições 2022 e reunia bolsonaristas em uma das principais vias da cidade, a Avenida Rondon Pacheco.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Em vídeo publicado nas redes sociais, Marco Alexandre afirma que ele e um grupo de pessoas eram organizadores de vários eventos na cidade, como motociatas e carreatas pró-Bolsonaro.
O g1 entrou em contato com o advogado de defesa Lucas Rodrigues, e aguarda retorno.
Além do mandado contra Marco Alexandre, outros são cumpridos na região:
Um alvo em Capinópolis, com mandado de prisão e de de busca e apreensão;
Um alvo em Ituiutaba, com mandado de busca e apreensão.
Entre os crimes investigados estão abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.
Ao todo, são 16 mandados de prisão e 22 de busca e apreensão nos estados de: Goiás, Mato Grosso, Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, além de Minas Gerais.
Julgamento no STF
A nova fase acontece no mesmo dia em que o Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar, em plenário virtual, 100 denúncias oferecidas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra suspeitos de participação nos atos.
Esses 100 denunciados fazem parte do grupo de 294 suspeitos que permanecem em prisão preventiva. O julgamento vai até a próxima segunda-feira (24), e define se essas pessoas se tornam réus por crimes ligados aos atos golpistas.
VEJA TAMBÉM:
FASE ANTERIOR: Após prender alvos da operação Lesa Pátria no próprio condomínio, delegado da PF é atacado por vizinhos em MG
‘ARREPENDIDO’: Ladrão viaja mais de 170 km para furtar R$ 25 mil em joias, é identificado e diz que vai ressarcir vítima em MG
8 DE JANEIRO: Moraes vota para tornar réus 100 denunciados por atos golpistas
📲 Confira as últimas notícias do g1 Triângulo e Alto Paranaíba
📲 Acompanhe o g1 no Instagram e no Facebook
📲 Receba notícias do g1 no WhatsApp e no Telegram
VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas

Adicionar aos favoritos o Link permanente.