• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Pontos de ônibus ficam lotados em Palmas após empresa suspender serviço por falta de pagamento


Empresa ainda atua por requisição da Agência de Transporte Coletivo de Palmas, mas estaria sem receber desde fevereiro. Manhã chuvosa e demora atrapalhou a vida dos usuários. Moradores aguardando ônibus em bairro de Palmas
Reprodução
Nesta terça-feira (18) muitos moradores de bairros na região sul de Palmas mais uma vez enfrentaram dificuldade para utilizar o transporte público. Desta vez a demora aconteceu porque uma das empresas, a Viacap, suspendeu o serviço por falta de repasses do município.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
O g1 pediu um posicionamento para a Prefeitura de Palmas, mas não houve resposta até a publicação desta reportagem.
Dezenas de pessoas se acumularam em pontos e tiveram de buscar outros abrigos por causa da demora dos coletivos e da chuva. Um grupo teve que se abrigar em uma igreja após ficar esperando ônibus no Taquari por uma hora.
Os problemas no transporte coletivo são antigos, mas as reclamações aumentaram desde que município assumiu totalmente serviço em fevereiro.
O presidente do sindicato dos motoristas, José Antônio, explicou que mais de 40 motoristas não puderam trabalhar nesta terça-feira (18). Segundo ele, os veículos da empresa fazem as rotas do Eixão, TO-050 e principalmente em linhas que atendem bairros da região sul da capital.
“A prefeitura assumiu o sistema, mas a empresa ainda estava operando por meio de uma requisição de mão de obra desde janeiro. Agora eles pararam porque a prefeitura não está pagando”, contou.
Chuva e demora dos ônibus atrapalharam usuários
Reprodução
LEIA TAMBÉM
Prefeita de Palmas retira cobrança do transporte coletivo, mas ônibus continuam lotados
Usuários do transporte público bloqueiam avenida na frente de estação de ônibus em Palmas
A falta de pagamento foi confirmada pelo gerente da empresa, Cezar Luiz Miranda Caetano. Ele disse que o último pagamento que a empresa recebeu foi no dia 17 de fevereiro, mas referente ao serviço prestado em janeiro.
“Ficou inviável. Fizemos algumas reuniões e tratativas, a última foi no dia 12, quarta-feira passada, com o pessoal da Agência. Ficaram de dar o retorno e não falaram nada. Então fizemos o comunicado informando que o combustível acabou e só tinha viabilidade de rodar até segunda-feira”, afirmou.
Entenda
O transporte público vem sendo alvo de reclamações constantes dos usuários, principalmente da região sul da capital, onde os moradores fizeram protestos e chegaram a fechar o trânsito na frente de estações.
A gestão do serviço foi assumida pela prefeitura ainda no fim do ano passado, após o fim da concessão que durou mais de 20 anos.
Desde então o município enfrentou problemas com o sistema de bilhetagem, para contratação de motoristas e superlotação, por exemplo. O município assumiu o serviço totalmente no início de fevereiro, mas a Viacap continuou trabalhando via requisição mesmo após a saída das demais empresas que faziam as linhas.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.