• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Lesa Pátria: PF cumpre mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão em Hortolândia


Operação contra suspeitos de participar de atos golpistas está na 10ª fase. PF cumpre mandados na 10ª fase da Operação Lesa Pátria
Polícia Federal
A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta terça-feira (18) a 10ª fase da Operação Lesa Pátria contra suspeitos de envolvimento nos atos golpistas do dia 8 de janeiro.
Segundo a instituição, um mandado de prisão e um de busca e apreensão foram cumpridos pela polícia de Campinas (SP) em Hortolândia (SP), mas o alvo não foi encontrado.
Ao todo foram cumpridos 17 mandados de prisão preventiva e 22 de busca e apreensão em 20 cidades de sete estados e no Distrito Federal.
LEIA MAIS
Moraes vota para tornar réus 100 denunciados por atos golpistas de 8 de janeiro
A PF não informou outros detalhes da operação, nem nomes dos alvos até a publicação desta reportagem. Essa é a 10ª fase da operação que tenta identificar os envolvidos nos atos que depredaram as sedes dos Três Poderes em Brasília, no dia 8 de janeiro.
As cidades em que são cumpridos dois mandados de prisão preventiva são Goiânia (GO), Juara (MT) e Uberlândia (MG), enquanto nas demais há, para cada uma, um mandado. Em todas, segundo a polícia, há mandados de busca e apreensão.
Locais onde há mandados
DF: Brasília
GO: Goiânia
MG: Capinópolis, Uberlândia, São José Del Rey, Sete Lagoas, Divinópolis, Ituiutaba, Betim, Monte Azul, Montes Claros
MT: Juara
PA: Marabá
PR: Londrina e Medianeira
RJ: Rio de Janeiro
SP: Ourinhos, São Paulo e Hortolândia
Julgamento no STF
A nova fase acontece no mesmo dia em que o Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar, em plenário virtual, 100 denúncias oferecidas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra suspeitos de participação nos atos.
Os 100 alvos fazem parte do grupo de 294 suspeitos que permanecem em prisão preventiva. O julgamento vai até segunda (24), e define se essas pessoas se tornam réus por crimes ligados aos atos golpistas.
Primeiro a votar, o ministro relator Alexandre de Moraes defendeu que todos esses 100 se tornem réus. O julgamento terá apenas 10 votos, em razão da aposentadoria do ministro Ricardo Lewandowski no início de abril.
VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no g1 Campinas.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.