• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

PGR denuncia Sergio Moro por calúnia ao STF após fala do senador sobre Gilmar Mendes


A vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, afirma que o senador atribuiu falsamente a prática do crime de corrupção passiva a Gilmar com a intenção de macular a imagem e a honra do ministro do Supremo, tentando descredibilizar sua atuação. PGR denuncia Sergio Moro por calúnia ao STF após fala do senador sobre Gilmar Mendes
Jornal Nacional/ Reprodução
A Procuradoria-Geral da República denunciou nesta segunda-feira (17), ao Supremo Tribunal Federal, o senador Sergio Moro, do União Brasil, por calúnia contra o ministro Gilmar Mendes, do STF.
A vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, afirma que Moro atribuiu falsamente a prática do crime de corrupção passiva a Gilmar Mendes com a intenção de macular a imagem e a honra do ministro, tentando descredibilizar sua atuação.
O crime de calúnia é punido com seis meses a dois anos de prisão. A vice-procuradora afirma que a pena de Moro deve ser aumentada por ter sido veiculada em rede social contra um servidor público. A PGR também defende a perda do mandato se Moro for condenado a mais de quatro anos de prisão.
A assessoria do senador Sergio Moro declarou que os fragmentos do vídeo editado e divulgado por terceiros não revelam qualquer acusação contra o ministro Gilmar Mendes; que o senador sempre se pronunciou de forma respeitosa em relação ao Supremo Tribunal Federal e seus ministros, mesmo quando provocado ou contrariado; e que jamais agiu com intenção de ofender ninguém.
LEIA TAMBÉM
PGR denuncia Moro por calúnia ao STF após fala do senador sobre o ministro Gilmar Mendes
Por fim, o senador Sergio Moro repudiou a denúncia, que afirma ter sido apresentada de forma açodada pela PGR, sem base e sem ouvir previamente o senador.
A PGR denunciou o senador Jorge Kajuru, do PSB, também por calúnia contra o ministro Gilmar Mendes. A acusação envolve três declarações desde 2019. Segundo a assessoria, o senador Kajuru não vai comentar o assunto por orientação da equipe jurídica.

Bookmark the permalink.