• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Grupo protesta em Lauro de Freitas, na RMS


Suspeito ainda não foi preso. Grupo realiza manifestação após morte de homem; vítima foi esfaqueada em bar
A família e os amigos de Ramires da Cruz, morto a facadas em Lauro de Freitas no dia 10 de fevereiro deste ano, protestaram no bairro de Portão nesta segunda-feira (17). Com fotos e cartazes, eles pediram Justiça pela morte do homem, já que o suspeito pelo homicídio teve a prisão preventiva decretada, mas está foragido da Justiça.
“Um monstro tirou a vida do nosso excelente amigo, sobrinho, filho e pai. Tiraram o pai de uma criança de 13 anos”, desabafou a tia de Ramires, que estava na manifestação.
De acordo com a família de Ramires, no dia do crime a vítima estava com os amigos em um bar no bairro de Portão, quando uma mulher passou próximo da mesa em que estavam. O autor do crime seria o marido dela e teria dito que o grupo “olhou” para a esposa dele.
Ramires foi esfaqueado em bar
Arquivo Pessoal
Ainda de acordo com a família da vítima, o suspeito iniciou uma discussão, pegou uma faca e atingiu Ramires. Além dele, um outro homem foi atingido e levado para um hospital da região, onde se recuperou e passa bem.
“Ramires só conseguiu atravessar a rua e caiu morto aqui. O dono do estabelecimento ficou dias sem conseguir abrir, porque ele tentou dar socorro, mas não conseguiu. Foi trauma para todo mundo”, relatou a tia da vítima.
O caso é investigado pela 34ª Delegacia de Portão. O inquérito foi concluído e enviado ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), no dia 24 de março, com indicativo de autoria.
Segundo a Polícia Civil, o nome do suspeito não pode ser divulgado devido Lei de Abuso de Autoridade. Ele está sendo procurado pela polícia.
Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.
Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻
a

Adicionar aos favoritos o Link permanente.