• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Moradores reivindicam retomada de obras para melhorias nas ruas do Parque Samambaia, em Suzano


Segundo placa instalada em via, obra teve investimento de mais de R$ 3 milhões para a pavimentação e drenagem de diversas ruas do bairro. A Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos de Suzano informou que não houve interrupção das obras, e sim, a conclusão da primeira fase. Moradores do Parque Samambaia, em Suzano, reclamam de obra parada para melhorias nas ruas
Moradores do Parque Samambaia, em Suzano, reivindicam a retomada de uma obra para melhoria nas ruas. Segundo eles, os serviços pararam sem nenhum aviso, frustrando a vizinhança, que acompanhava os trabalhos com esperança de ver o acesso ao bairro ficar mais fácil.
A reportagem do Diário TV encontrou Luis César de Oliveira Lima com a mão na massa. O trabalho com a enxada, mesmo na chuva, é para evitar que toda a terra da rua invada sua casa, tarefa que entrou na rotina dele há algumas semanas.
“Aqui atrás de mim tinha um barranquinho de contenção da água, pra água da chuva ser desviada e seguir o curso natural. A prefeitura passou, não sei se vai dar continuidade ou não, aqui a gente nunca sabe da real, até onde vai. E me fez isso. Quer dizer, aí vem uma enxurrada, vai entrar tudo pra dentro da casa. Ou faz ou não faz, tem que fazer o nivelamento da rua, baixar a rua, resolver o problema. Não criar mais um”, disse o pedreiro.
Rua com pedriscos gera perigo em dias de chuva aos moradores do Parque Samambaia, em Suzano
TV Diário/Reprodução
As máquinas que Luis mencionou estavam realizando uma obra, que segundo a placa, teve um investimento de mais de R$ 3 milhões para a pavimentação e drenagem de diversas ruas do Parque Samambaia, em Suzano. Até alguns dias atrás, quando máquinas ainda trabalhavam no bairro, os moradores tinham esperanças em melhorias.
“Todo mundo ficou animado, mas depois a gente viu que eles fizeram só uma parte e largaram a outra pela metade”, disse Fátima Matias da Silva, que também mora no bairro há um bom tempo. Ela já viu muita coisa acontecer no Jardim Samambaia e, ultimamente, um dia de chuva é motivo de preocupação. “Leva água, leva sujeira da rua e, tudo o que vem, ela vai e entra lá pra dentro”, completou a diarista.
A rua está com um tipo de pedrisco e basta uma garoa para se tornar um verdadeiro perigo, como explicou a dona de casa Beatriz Andréa Alves.
“A rua estava com muito buraco e, quando chove, as pedras soltam. Então, eu desço minha bebê de colo e meu filho descendo com ele, segurando na mão dele. Nisso, estavam buracos e as pedras muito soltas, eu escorreguei e caí de joelho. Eu tive até que soltar o meu filho pra minha filha não cair do colo. Mas com a minha cunhada também aconteceu, dela cair com o filho dela também e machucar as pernas, por causa da condição da rua”.
Placa indica que obras de pavimentação e drenagem são realizadas nas ruas do Parque Samambaia
TV Diário/Reprodução
Vendo que a poucos metros do portão de casa a realidade é outra, os moradores do bairro se sentem esquecidos.
“Passa ano, sai ano, é esse sofrimento. A mulherada, com essas crianças, tem que subir essas pedras. A minha sogra está com o joelho todo arrebentado de cair, uma velhinha já. Quer dizer, não tem, uma coisa sem lógica. Os impostos cobram, senão de todo mundo, porque tem alguma coisa irregular, mas então que se regularize, resolva a situação pra poder fazer a cobrança. Mas não, é um descaso muito grande”, declarou Luis.
A Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos de Suzano informou que não houve interrupção das obras no Parque Residencial Samambaia, e sim, a conclusão da primeira fase, que ocorreu no último dia 5. Agora, a administração municipal está fazendo o planejamento para a segunda etapa, ou seja, a definição das vias que serão atendidas e os valores necessários.
A pasta informou que a fase inicial envolveu a pavimentação asfáltica de três endereços do bairro: Rua 1, Avenida 2 e Marginal Direita e Esquerda, e que, antes disso, as vias já haviam recebido trabalhos de drenagem e instalação de guias, sarjetas e sarjetões, além da aplicação da camada de binder, que é posta sobre a estrutura base e sob o asfalto.
Assista a mais notícias sobre o Alto Tietê

Adicionar aos favoritos o Link permanente.