• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Corpo de Bombeiros terá 13 bases em propriedades rurais para reforçar combate a incêndios no Pantanal de MS


Sistema Famasul e Reflore/MS lançaram a 12ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais; ação busca orientar e capacitar campo e cidade sobre o combate aos focos de calor. Sistema Famasul e Reflore/MS lançam 12ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais em MS
João Carlos Castro/Sistema Famasul
O Pantanal de Mato Grosso do Sul terá 13 bases avançadas do Corpo de Bombeiros em propriedades rurais para reforçar o combate aos incêndios florestais no estado. O anúncio foi feito durante o lançamento da 12ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, realizada pelo Sistema Famasul e a Reflore/MS.
Com o tema “Prevenir é combater!”, a campanha busca sensibilizar a população sobre os riscos e impactos sociais, ambientais e econômicos que os incêndios florestais podem causar, destacando a importância da prevenção.
De acordo com o subcomandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adriano Noleto Rampazo, a partir do mês de maio diversas bases espalhadas pelo Pantanal terão quatro militares, o que pode aumentar conforme a demanda, para atuar na prevenção de incêndios.
“Temos que nos prevenir para que o fogo não vire um incêndio. A partir de maio estamos montando 13 bases em propriedades rurais, com quatro militares e duas viaturas cada para fazer o trabalho preventivo e quando iniciar os incêndios, iniciar os primeiros atendimentos”.
Durante a solenidade houve a assinatura do Termo de Cooperação entre o Senar/MS, a Sejusp e o Corpo de Bombeiros para realização de uma turma de Sistema de Comando de Incidentes (SCI), uma ferramenta de gerenciamento de incidentes padronizada, para todos os tipos de sinistros, que permite a seu usuário adotar uma estrutura organizacional integrada para suprir as complexidades e demandas de incidentes.
O presidente do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni, destacou a importância da capacitação e da união das entidades.
“Na maioria dos casos o produtor rural é o primeiro a chegar no local do foco de incêndio. Então é importante todos estarem prontos e capacitados, caso aconteça. Tenho certeza que com toda a mobilização do governo, Reflore, Bombeiros, PrevFogo e dos produtores rurais fará com que os números de incêndios sejam bem menores neste ano”, comentou Bertoni.
No dia 9 de abril, o governador Eduardo Riedel (PSDB) assinou decreto que determina “Estado de Emergência Ambiental” em Mato Grosso do Sul. A medida foi tomada levando em consideração as mudanças climáticas que afetam todo o mundo e para precaver a temporada de queimadas no estado neste ano.
Incêndios
Bombeiros tentam controlar um foco de incêndio no Pantanal no dia 13 de novembro de 2023
GETTY IMAGES via BBC
Em 2019 e 2020, o Pantanal foi atingido pela maior tragédia de sua história nos últimos anos.
Incêndios destruíram cerca de 4 milhões de hectares. 26% do bioma – uma área maior que a Bélgica – foi consumida pelo fogo.
Incêndio no Pantanal
Joédson Alves/Agência Brasil
Cerca de 4,6 bilhões de animais foram afetados e ao menos 10 milhões morreram pelas queimadas no bioma. Só no território de Mato Grosso do Sul, 1,7 milhão de hectares virou cinzas. No Mato Grosso, a destruição foi maior: quase 2,2 milhões de hectares.
Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.