• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Suprema Corte reverte decisão que tornava Donald Trump inelegível no Colorado

Por unanimidade, os 9 juízes da Suprema Corte concluíram que a Constituição não permite que estados desqualifiquem um candidato de disputar a Presidência. EUA: Suprema Corte derruba inelegibilidade de Trump no Colorado
A mais alta instância da Justiça americana reverteu uma decisão que tinha tornado o ex-presidente Donald Trump inelegível no estado do Colorado.
Por unanimidade, os nove juízes da Suprema Corte concluíram que a Constituição não permite que estados desqualifiquem um candidato de disputar a Presidência.
Trump recorreu à Suprema Corte depois que, em dezembro de 2023, a Justiça do Colorado decidiu tirá-lo das cédulas de votação nas primárias. A Corte estadual concluiu que Trump incitou uma insurreição durante a invasão do Capitólio no dia 6 de janeiro de 2021. Os juízes usaram uma emenda da Constituição – ratificada após a guerra civil – para determinar que o ex-presidente era inelegível.
O texto afirma que qualquer autoridade que prestou juramento de apoiar a Constituição dos Estados Unidos está desqualificada de ocupar qualquer cargo público no futuro se tiver se envolvido em uma insurreição ou rebelião contra o país, mas que o Congresso pode anular a inelegibilidade. Os estados do Maine e Illinois também usaram essa emenda para barrar Donald Trump das urnas.
A decisão desta segunda-feira (4) na Suprema Corte remove um dos obstáculos à candidatura de Donald Trump. Mas essa foi apenas uma das muitas batalhas que o ex-presidente enfrenta na Justiça. Ele tem quase 100 acusações criminais, inclusive por conspirar contra os Estados Unidos ao incentivar que apoiadores marchassem e invadissem o Capitólio. O julgamento sobre esse caso ainda não tem data marcada.
O ex-presidente comemorou a decisão desta segunda-feira (4). Disse que vai ser lembrada em 200 anos. Ele está na frente na corrida para ganhar a indicação do Partido Republicano e disputar a eleição em novembro de 2024 contra Joe Biden.
Na terça-feira (5), na chamada “Superterça”, 15 estados – entre eles, o Colorado – vão as urnas e devem confirmar o favoritismo de Donald Trump. A adversária republicana, Nikki Haley, teve a primeira vitória em uma prévia só no domingo (3). Foi na capital Washington, palco do 6 de janeiro.
LEIA TAMBÉM
Com disputa entre Trump e Biden nas eleições quase definida, EUA se preparam para ‘Superterça’ mais previsível e esvaziada dos últimos anos
‘Grande vitória para os Estados Unidos’, diz Trump após Suprema Corte decidir a seu favor

Adicionar aos favoritos o Link permanente.