• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Bebê de 8 meses morre com dengue e Covid, no DF; mãe diz que criança foi liberada por três unidades de saúde


‘Minha filha morreu nos meus braços’, conta Gabriella Alves. G1 tenta contato com Secretaria de Saúde. Helena Alves, de 8 meses, em imagem de arquivo
Arquivo pessoal
Uma bebê de 8 meses morreu com dengue e Covid-19, após ser liberada por três unidades da rede pública de saúde do Distrito Federal (veja detalhes mais abaixo).
✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 DF no WhatsApp
Gabriella Alves, mãe de Helena, conta que chegou a levar a criança em dois hospitais e uma UBS antes do óbito, que ocorreu na última quarta-feira (28). “Minha filha morreu nos meus braços. Ela já chegou no hospital morta, já não estava respondendo”, relata.
O g1 tenta contato com a Secretaria de Saúde do DF (SES-DF), mas não teve resposta até a última atualização desta notícia.
‘Não me atenderam’
Segundo Gabriella, a bebê começou a ter febre na madrugada de domingo, 25 de fevereiro. Helena foi levada para o Hospital de Planaltina, que estava lotado. Depois de passar pela triagem, foi mandada para casa.
Em seguida, a mãe levou a bebê para uma UBS, onde diz que foi bem atendida e orientada a fazer um exame de sangue para ver as plaquetas da criança. Gabriella conta então que levou Helena para o Hospital de Sobradinho.
“Como ela só estava febril, eles não me atenderam. Fiquei sete horas esperando atendimento para a minha filha. Juntamos uma galera lá para falar com a diretora [do hospital], e aí sim que conseguimos atendimento”, lembra a mãe.
Ainda segundo Gabriella, depois de fazer o hemograma e dar soro para Helena, a médica disse que não iria manter a bebê internada porque ela estava sem febre e, portanto, estaria bem. A mãe conta que passou a tratar a menina com medicamentos prescritos, em casa.
Na noite de terça-feira (27), porém, ela conta que a filha vomitou muito e sentiu muita sede. Na manhã de quarta-feira, Helena já estava fraca e com as extremidades do corpo frias.
“Quando cheguei no Hospital de Planaltina eu tive todo o amparo. Eles ficaram uma hora reanimando ela, deram dez doses de adrenalina. Se houve erro, foi no Hospital de Sobradinho”, diz Gabriella.
Alerta
Certidão de óbito de Helena Alves, que morreu aos 8 meses
Arquivo pessoal
Gabriella conta ainda que, em nenhuma das unidades de saúde que passou, foi pedido teste de Covid-19 para a filha. No entanto, ela diz que, segundo o médico, o que causou a morte de Helena foi a dengue.
Na certidão de óbito da bebê, a causa da morte consta como parada cardiorrespiratória, dengue e PCR positivo para Covid-19 (veja imagem acima).
“Eu preciso de justiça para minha filha e mais que isso, fazer um alerta para as mamães de todo o Brasil. A dengue está matando porque os hospitais não estão fazendo nada”, diz Gabriella.
Dengue no DF
O Distrito Federal registrou 77 mortes por dengue em 2024, segundo dados atualizados pelo Ministério da Saúde, na sexta-feira (1º). De acordo com o painel de monitoramento, Brasília soma 102.757 casos prováveis da doença.
A capital federal segue como a unidade da federação com mais óbitos provocados pela doença. No Brasil, são mais de 1 milhão de casos prováveis e confirmados; 258 mortes confirmadas e outros 651 óbitos seguem em investigação.
LEIA TAMBÉM:
Dengue: DF tem 77 mortes pela doença, diz Ministério da Saúde
Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.