• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Corte de Illinois manda tirar nome de Trump da cédula no estado por ser acusado de ter relação com invasão ao Capitólio


Decisão determina retirada do tome de Trump da cédula das primárias, em 19 de março, e da votação geral, em 5 de novembro. Entretanto, a juíza Tracie Porter adiou o início do efeito de sua decisão, antecipando-se a um recurso da defesa do ex-presidente dos EUA. Donald Trump
REUTERS
Uma juíza estadual de Illinois, nos Estados Unidos, proibiu Donald Trump de aparecer na cédula de votação das eleições presidenciais no estado pela acusação de ter participado de uma insurreição no dia 6 de janeiro de 2021, quando milhares de pessoas invadiram o Capitólio, em Washington. A decisão já vale para as primárias republicanas, em 19 de março.
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
Entretanto, a juíza Tracie Porter, do Tribunal de Circuito do Condado de Cook, adiou o início do efeito de sua decisão, antecipando-se a um recurso da defesa do ex-presidente dos EUA.
Com a decisão, Porter concordou com os eleitores de Illinois, que argumentaram pela desqualificação de Trump da cédula de votação primária do estado, em 19 de março, e da cédula de votação geral, em 5 de novembro, por violar a cláusula anti-insurreição da 14ª Emenda da Constituição dos Estados Unidos.
Esta reportagem está em atualização.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.