• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Dengue: Piracicaba e Limeira usam 367 litros de inseticida em nebulizações desde 2022


Piracicaba solicitou mais 40 litros ao Governo do Estado para uso em 2024; Até o dia 2 de fevereiro, Limeira somou 40 litros de inseticida. Nova Odessa realiza ação nesta terça (27). Nebulização com inseticidas em bairros de Piracicaba
Edijan Del Santo/EPTV/ Arquivo
Piracicaba (SP) e Limeira (SP) utilizaram, somando os dois municípios, 367 litros de inseticida nas ações de nebulização que compõem as estratégias de combate à dengue desde 2022. Entre janeiro e os primeiros dias de fevereiro em 2024, foram aplicados 90 litros.
Piracicaba, de acordo com a prefeitura, o uso supera 40 litros de inseticida para nebulização neste ano. Em Limeira, até o dia 2 de fevereiro, são cerca de 40 litros também. – 👇Leia mais, detalhes, abaixo.
📲 Receba no WhatsApp notícias da região de Piracicaba
Nova Odessa (SP) iniciou na última segunda-feira (26) e segue nesta terça (27) com trabalhos de nebulização em áreas com dois ou mais casos positivos da dengue.
A nebulização – também conhecida popularmente como “fumacê” – é uma forma de combate ao mosquito transmissor da dengue, o Aedes Aegypti, por meio da utilização de um veículo que passa pelos bairros e solta o inseticida no ar, em terrenos, praças e dentro das casas. A ação é considerada eficiente contra os mosquitos adultos.
Os dados de Piracicaba e Limeira foram enviados pelas prefeituras a pedido do g1. Os inseticidas são adquiridos pelo Governo do Estado e distribuídos aos municípios.
Nebulização em Piracicaba
Reprodução/EPTV
Piracicaba
Piracicaba utilizou 100 litros de inseticida na soma dos anos de 2022 e 2023. Em 2024, o município já utilizou 50 litros nas ações e solicitou mais 40 litros ao Governo do Estado. Segundo a administração, não há falta do produto na cidade.
“A nebulização somente pode ocorrer em casos confirmados (dados oficiais) pela Vigilância Epidemiológica seguindo sempre as orientações do Ministério da Saúde, uma vez que a finalidade da nebulização é eliminar os mosquitos adultos do Aedes aegypti, fazendo bloqueios e impedindo que novos casos da doença aconteçam”, afirma a prefeitura.
A administração municipal afirma que a utilização de inseticida é proporcional ao número de casos e a aplicação é realizada por uma empresa especializada contratada pelo Executivo.
O Programa Municipal de Combate ao Aedes (PMCA), segundo a prefeitura, atua com uma equipe de campo que reúne dez aplicadores, cinco pulverizadores e 60 equipamentos para aplicação do inseticida.
“O trabalho acontece diariamente das 8h às 17h e quem determina o cronograma de atividades é a coordenação do PMCA por meio dos dados da Vigilância Epidemiológica”, afirma a prefeitura.
Agentes fazem nebulização contra dengue em Limeira
Reprodução / EPTV
Limeira
Em Limeira, foram usados 107 litros em 2022 e 70 em 2023. Em 2024, até o dia 2 de fevereiro, foram utilizados 40 litros.
De acordo com a prefeitura, a nebulização ocorre no período da manhã e o município possui equipe própria de agentes que realizam as atividades de prevenção e controle.
“Para a nebulização, primeiro realiza-se o ‘Bloqueio-Controle de Criadouros’ que tem o objetivo de eliminar e remanejar todos os possíveis criadouros a fim de impedir que eclodam novos mosquitos. É realizada a busca ativa de novos doentes e suspeitos”, diz a prefeitura.
“Verificada a pendência dessa atividade, os moradores são alertados sobre a ocorrência de casos confirmados no bairro enfatizando a importância de procurar o médico caso apresentem sintomas e da importância de permitir o acesso da equipe que irá nebulizar a região com a finalidade de eliminar os mosquitos que podem estar contaminados e transmitindo o vírus”, aponta a administração.
Prefeitura de Nova Odessa realiza nebulização no combate à dengue
Osnei Réstio/divulgação
Nova Odessa
A Prefeitura de Nova Odessa informou nesta segunda-feira (26) que o trabalho de nebulização no município, onde acontece no entorno das quadras em que moram pacientes positivos para dengue nas últimas semanas.
“Para se ‘qualificar’ para a nebulização, a região tem de ter ao menos dois casos positivos simultâneos da doença”, diz a administração.
Entre segunda e terça-feira (27), a prefeitura afirma que atenderá 78 quadras e 2.527 imóveis, em diferentes bairros da cidade, durante trabalhos de aplicação que acontecem entre às 6h e às 10h.
Recomendações 📝
O Setor de Zoonoses de Nova Odessa faz recomendações para as pessoas durante os trabalhos de nebulização:
Deixar as janelas e cortinas abertas durante a aplicação, exceto em caso de pacientes acamados e bebês;
Retirar veículos estacionados das vias públicas, de forma a facilitar o trabalho de aplicação;
Não ficar próximo às janelas ou sacadas durante a aplicação;
Retirar animais domésticos dos quintais (cães, gatos, passarinhos etc);
Cobrir gaiolas de passarinhos (se houver);
Cobrir ou guardar alimentos e utensílios domésticos;
Remover roupas do varal;
Após a passagem do veículo, lavar bebedouros e comedouros de animais domésticos com esponja e detergente.
Quantidade repassada 🍶
De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o repasse de inseticidas aos municípios da região é feito pelo Controle de Vetores Campinas (extinta Sucen).
Para a região de Piracicaba, segundo a secretaria, foram repassados 523 litros de inseticida em 2022, destinados a 11 municípios. Em 2023, foram 332 litros, para 9 municípios. Em 2024, até o dia 21 de fevereiro, foram repassados 180 litros para 7 municípios.
Está com sintomas de dengue? Saiba os sinais de alerta ⚠️
Com a alta de casos de dengue em todo país e as cidades da região em alerta para diagnosticar os pacientes, o g1 preparou um guia para que os moradores de Piracicaba (SP) e Limeira (SP) saibam o que fazer se apresentarem sintomas. 👇
Quando buscar atendimento? Na metrópole, a orientação da Secretaria de Saúde é que todo morador que apresentar febre alta (39ºC a 40ºC) de início repentino e tiver pelo menos dois dos demais sintomas, deve procurar imediatamente um serviço de saúde.
UPA Vila Rezende em Piracicaba
Edijan Del Santo/EPTV
Os principais sintomas, além da febre, são: dor de cabeça, prostração (fraqueza, abatimento, moleza), dores musculares e/ou articulares e dor atrás dos olhos.
Onde buscar atendimento 🔍
Nestes casos, a orientação é buscar a unidade mais próxima da residência. Veja a lista das unidades e endereços no link.
São 70 unidades da Atenção Básica, sendo elas: Unidades de Saúde da Família (USFs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Centros de Referência em Atenção Básica (Crabs). Elas atendem em dias úteis e horário comercial.
Para atendimento em fins de semana ou período noturno, a orientação é buscar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). São quatro ao todo: Vila Cristina, Vila Rezende, Vila Sônia e Piracicamirim.
Segundo a prefeitura, não existe necessidade de realização de exames específicos para o tratamento da doença, já que ele é baseado nos sintomas clínicos apresentados. No entanto, nas unidades da rede municipal são oferecidos testes rápidos para identificação do vírus do 1º ao 3º dia de início dos sintomas, e testes sorológicos a partir do 7º dia.
Leitos na UPA Piracicamirim, em Piracicaba
Felipe Poleti/ Prefeitura de Piracicaba
Sinais de alerta ⚠️
Segundo a Secretaria de Saúde, depois do declínio da febre, o que deve ocorrer entre o 3º e 7º dia do início da doença, podem surgir outros sintomas que são sinais de alarme:
Dor abdominal (dor na barriga) intensa e contínua
Vômitos persistentes
Inchaço corporal
Hipotensão postural e/ou lipotímia
Letargia e/ou irritabilidade
Aumento do tamanho do fígado (hepatomegalia) > 2cm
Sangramento de mucosa, boca ou nariz
Alteração importante nos exames de sangue (hemograma)
“Passada a fase crítica da dengue, o paciente entra na fase de recuperação. No entanto, a doença pode progredir para formas graves que estão associadas a hemorragias severas ou comprometimento de grave de órgãos-alvo, que podem evoluir para o óbito do indivíduo”, explicou a Secretaria.
Nos casos mais graves, a orientação é buscar atendimento diretamente em uma UPA.
Todas as faixas etárias são suscetíveis à doença, mas pessoas com condições preexistentes, como mulheres grávidas, lactantes, crianças (até 2 anos) e pessoas com 65 anos ou mais têm maiores riscos de desenvolver complicações.
Mosquito transmissor da dengue
Rogério Capela/PMC
Tratamento 🏥
O tratamento é baseado principalmente na reposição de líquidos adequada. Por isso, conforme orientação médica, em casa deve-se realizar:
Repouso
Ingestão de líquidos
Não se automedicar e procurar imediatamente o serviço de urgência em caso de sangramentos ou surgimento de pelo menos um sinal de alarme
Retorno para reavaliação clínica conforme orientação médica
Limeira
Em Limeira, em caso de qualquer sintoma, a orientação é buscar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Jardim Aeroporto e Parque Hipólito, além da UPA 24 horas do Abílio Pedro. Essas unidades funcionam de segunda a domingo, sem interrupções.
“A enfermeira e supervisora de Pronto Atendimento da prefeitura, Fernanda Cantão Silva, destaca que, paralelamente ao atendimento médico, o paciente deve redobrar os cuidados com a hidratação oral.”
UPA do Abílio Pedro, em Limeira
Adilson Silveira/ Prefeitura de Limeira
VÍDEOS: Tudo sobre Piracicaba e região
Veja mais notícias da região no g1 Piracicaba

Adicionar aos favoritos o Link permanente.