• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Brasília é a cidade com mais inscritos no ‘Enem dos Concursos’; são mais de 220 mil candidatos


Prova está marcada para 5 de maio. Em todo país, são 2,1 milhões de inscritos para 6,6 mil vagas; maioria das oportunidades de trabalho é no Distrito Federal. Marcos Heberth estuda para concurso há cinco anos e vai prestar o ‘Enem dos Concursos’
Reprodução/Arquivo pessoal
Brasília é a cidade com mais inscritos no Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), conhecido como “Enem dos Concursos”. Entre 2,1 milhões de inscrições confirmadas, 220.442 são de moradores do Distrito Federal.
✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 DF no WhatsApp.
No próximo dia 5 de maio, o grupo vai disputar 6.640 vagas em 21 órgãos do governo federal. Mas por que o brasiliense está no “topo da lista” de quem busca ingressar no mundo do trabalho por meio de um concurso público?
O alto número de inscritos é justificado por Brasília ser tradicionalmente um polo de concursos públicos, de acordo com o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos.
“A maior parte das vagas é no Distrito Federal e já esperávamos que tivesse esse efeito”, diz a ministra Esther Dweck
A ideia de ser a “capital dos concursos públicos” é reforçada pelo diretor do IMP Concursos, Antonio Geraldo. “Provavelmente, por ser a capital dos concursos e ter a tradição de preparação. Mas o número de vagas para Brasília também é expressivo”, diz ele.
Das 6.640 vagas, 2.027 estão previstas exclusivamente para o Distrito Federal. Quem está tentando uma delas vagas é o engenheiro civil Marcos Heberth Soares, de 32 anos.
Para o morador do Sol Nascente, acostumado a estudar para concursos há cinco anos, o novo modelo de prova traz dois grandes benefícios:
Um exame para várias vagas
A garantia de que os candidatos vão assumir apenas um cargo
“Esse formato de concurso é excelente, pois não preciso fazer 14 provas para concorrer aos 14 cargos diferentes. Com apenas uma prova estou concorrendo às vagas de vários outros órgãos da Administração Pública”, diz Marcos Heberth.
Aprovado em quatro concursos, ele diz que a principal dificuldade do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), que ele considera ser comum para a maioria dos concurseiros que vão tentar o exame, é que os editais são mais extensos e têm uma maior quantidade de matérias novas.
“Tem muitos conteúdos que não tive contato anteriormente, e para assimilar um conteúdo demanda tempo. […] Nesse novo modelo boa parte dos conteúdos são novos para mim, bem como para a maioria dos concurseiros. Não há muitos parâmetros para saber o que mais é cobrado, o que me leva a ter que me dedicar a todos os tópicos do edital”, diz o concurseiro.
Marcos Heberth optou pelo bloco temático 1 do concurso, focado nas áreas de Infraestrutura, Exatas e Engenharias. Ele destaca que entre as 14 possibilidades que vai disputar, por ter formação em Engenharia Civil, quer tomar posse de uma das três opções:
Especialista em Regulação de Serviço de Energia – ANEL (Agência Nacional de Energia elétrica)
Analista de Infraestrutura do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos
Engenheiro Civil da advocacia Geral da União AGU
👉 Entenda aqui como funcionam os oito blocos temáticos do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU)
Das tatuagens para as questões de concursos
Paula Seixas estuda há dois anos para concursos e vai prestar o CPNU.
Reprodução/Arquivo pessoal
Determinação, foco e esforço são os três segredos da tatuadora Paula de Sousa Seixas, de 31 anos, que estuda há dois anos para concursos. A moradora da Asa Sul diz que, mesmo com nível superior na área de Artes Visuais, optou pela escolha do bloco temático 8 – nível intermediário – que cobra o nível médio e conhecimentos não tão específicos como os outros 7 blocos temáticos.
“Os blocos 1 a 7 cobram temas específicos de cada área, e eu achei bem diferente. Na verdade, foi completamente diferente do que eu estava imaginando que seria. […] Optei pelo bloco 8, porque a quantidade de matérias que eu teria que aprender [se escolhesse outro] era muito maior”, diz Paula.
Além de estar na cidade com o maior número de inscritos, Paula também está no bloco com mais inscrições: o bloco 8 conta com 701.029 pessoas inscritas, 33% do total. No entanto, ela segue acreditando e se esforçando para a aprovação.
“Poderia ter começado aos 18 anos, meus pais sempre falaram para estudar para concurso, mas nunca é tarde”, afirma a tatuadora. Para ela, porém, o concurso público nunca foi um sonho.
Ela conta que apenas depois de entrar no mercado de trabalho, no ramo de tatuagens, começou a perceber a importância de ter estabilidade financeira. Foi esse o fator determinante para a escolha do funcionalismo público.
“Não sei com quanto dinheiro vou fechar o mês, não tenho renda fixa, e isso dificulta ter gastos na minha vida. Parando pra pensar nessa linha, foi quando decidi que não conseguia mais ser autônoma”, diz a candidata.
Paula conta que passa a maior parte do tempo focada nos estudos. Acorda, vai para o cursinho, almoça, faz exercícios físicos, volta para os estudos e depois faz um curso específico para o bloco 8 pela noite.
Em relação ao trabalho, por não ter horários marcados de tatuagens todos os dias, ela consegue conciliar os clientes do estúdio com a rotina de estudos.
As matérias que são mais fáceis, na visão de Paula, são português, matemática, direito administrativo e direito constitucional – já que estuda há mais tempo. Já realidade brasileira vai ser o maior desafio, mas ela acha importante a cobrança do tema no edital.
“Eu acho interessante essa parte da realidade brasileira, porque sinto que os brasileiros precisam lembrar da história e de como chegamos até aqui. Sinto que os brasileiros estão se esquecendo do que a gente passou”, diz Paula.
Dicas
O diretor do IMP Concursos, Antonio Geraldo, dá três dicas para facilitar os estudos:
Fazer a associação entre os conteúdos das diferentes disciplinas, percebendo a transversalidade deles e a interdisciplinaridade. Fazer um estudo multidisciplinar é fundamental;
Seguir com um tripé processual bem definido: primeiro, estudo do conteúdo, depois, treinamento com questões da Cesgranrio – que é a banca responsável pelo concurso – e, então, revisão do conteúdo
Repetir o processo até que o número acertos esteja bom e que o candidato esteja fluindo no conteúdo
O IMP Concursos também preparou um simulado online gratuito focado no Concurso Público Nacional Unificado (CPNU). A prova já conta com mais de 10 mil inscritos e, ao final, o resultado mostra a classificação do candidato. O simulado será no próximo domingo (2).
👉 Para se inscrever para o simulado online clique aqui
Cronograma para o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU)
De acordo com o cronograma, o próximo passo é a divulgação dos cartões de confirmação:
📆 29/04: Divulgação dos cartões de confirmação
📆 05/05: Aplicação das provas
📆 03/06: Divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redação
📆 30/07: Divulgação final dos resultados
📆 05/08: Início da convocação para posse e cursos de formação4
LEIA TAMBÉM:
‘ENEM DOS CONCURSOS’: Tem mais de 2,1 milhões de inscritos confirmados; maioria é de mulheres
VAGAS COM MAIS INSCRITOS: Cargo com mais inscritos no ‘Enem dos concursos’ é de nível médio e paga R$ 6,9 mil; veja o ranking
Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.