• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Prefeitura de Salvador lança carteira de identificação para pessoas com fibromialgia; veja como emitir

A Prefeitura de Salvador lançou a carteira para pessoas com fibromialgia na segunda-feira (26). O documento tem objetivo de facilitar o atendimento preferencial em diversos serviços.
Segundo a Associação de Pessoas com Fibromialgia de Salvador (AFIBS), cerca de 3 mil pessoas já foram atendidas com fibromialgia na rede municipal de Salvador.
Associado ao documento, foi lançado ainda um portal na internet onde as pessoas com fibromialgia poderão dar entrada no pedido do documento e acompanhar sua solicitação. Tanto na forma física como digital, a carteira só será expedida mediante preenchimento de formulário, acompanhado de relatório médico.
👉 Como retirar a carteira
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), houve uma distribuição simbólica/representativa onde somente 10 pessoas receberam a carteira na segunda-feira. Mas, para quem deseja a carteira, incialmente será ofertada nas prefeituras bairro.
Para além da carteira física, a SMS também vai disponibilizar um site para realização de entrada no pedido do documento e acompanhar sua solicitação.
👉 Documentos necessários
Devem ser anexados no mesmo arquivo do comprovante de residência para envio do formulário de solicitação:
Carteira de Identidade – RG
comprovante de residência
laudo médico
foto 3×4
Fibromialgia
Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, a fibromialgia é uma condição que se caracteriza por dor muscular generalizada, crônica (dura mais que três meses), mas que não apresenta evidência de inflamação nos locais de dor.
É acompanhada por sintomas típicos, como sono não reparador e cansaço. Pode haver também distúrbios do humor como ansiedade e depressão, e alterações da concentração e de memória.
👉 Os critérios de diagnóstico da fibromialgia são:
dor por mais de três meses em todo o corpo;
presença de pontos dolorosos na musculatura (11 pontos, de 18 que estão pré-estabelecidos).
muitas vezes, mesmo que os pacientes não apresentem todos os pontos, o diagnóstico da doença é feito e o tratamento iniciado.
Estes critérios são alvo de inúmeras críticas, pois não avaliam sintomas importantes e muito frequentes, como a alteração do sono e fadiga.
Ainda não existem exames laboratoriais complementares que possam orientar o diagnóstico. Quando são feitos, o intuito não é identificar a doença, e sim descartar outras condições que podem provocar sintomas semelhantes.
👉 Tratamento da fibromialgia
O tratamento da enfermidade exige cuidados multidisciplinares. No entanto, têm-se mostrado eficaz para o controle da doença:
uso de analgésicos e antiiflamatórios associados a antidepressivos tricíclicos;
atividade física regular ajuda contra as dores da fibromialgia;
acompanhamento psicológico e emocional;
massagens;
acupuntura.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.