• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Acusado de matar adolescente que foi obrigado a cavar a própria cova em AL é preso após 24 anos foragido


Assassinato aconteceu em Porto de Pedras, no interior alagoano, em 2000. Homem confessou o crime à época, mas fugiu após conseguir direito de responder ao processo em liberdade; ele foi preso em Pernambuco. Policiais civis cumprindo mandado de prisão contra pescador
PC/AL
Um homem de 58 anos foi preso nesta quarta-feira (21) em cumprimento de um mandado de prisão por homicídio. Ele é réu confesso do assassinato de um adolescente de 15 anos que foi obrigado a cavar a própria cova antes de ser morto. O crime aconteceu na cidade de Porto de Pedras, interior de Alagoas, no ano 2000.
A prisão aconteceu na cidade de Barreiros, no interior de Pernambuco. O réu havia sido preso à época do crime e confessado o assassinato, mas fugiu após conseguir o direito de responder ao processo em liberdade.
De acordo com a acusação, o crime foi praticado após uma briga entre a vítima, o autor e mais um comparsa. Todos estavam bebendo juntos quando a discussão começou. O adolescente, conhecido como “Neguinho”, vivia em situação de rua.
A vítima foi obrigada a cavar um buraco em uma fazenda, onde teve o corpo enterrado após ser baleado com uma espingarda soca-tempero.
O homem preso, que é pescador, chegou a ficar preso por seis meses. Depois não foi mais localizado para que o processo tivesse andamento, por isso era considerado foragido da Justiça. Ele chegou a morar em algumas cidades do litoral Norte do estado até se mudar para o interior pernambucano, onde foi encontrado agora.
Os policiais civis cumpriam o mandado de prisão por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Após a prisão, o acusado foi conduzido para a 92ª Delegacia de Polícia de Maragogi, onde deve passar por audiência de custódia para que a Justiça homologue sua prisão.
Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL
Veja mais notícias da região no g1 AL

Adicionar aos favoritos o Link permanente.