Segurança é reforçada no bairro de Sussuarana, em Salvador; ônibus voltam a acessar o final de linha


Motoristas do transporte público de Salvador deixaram de ir para o final de linha de Sussuarana depois que um coletivo foi incendiado na segunda-feira (10). A segurança no bairro de Sussuarana, em Salvador, foi reforçada com equipes da Polícia Militar na manhã desta quarta-feira (12). Com a medida, os ônibus, que voltaram a circular na região, na tarde de terça (11), passaram a ir até o final de linha do bairro.
Os motoristas do transporte público de Salvador deixaram de ir para o final de linha de Sussuarana depois que um coletivo foi incendiado na segunda-feira (10). Nove linhas tiveram os trajetos modificados.
Na noite de terça, a Polícia Militar também fez uma operação com viaturas e helicóptero no bairro, mas ainda não há informações sobre o balanço da fiscalização.
Entenda o caso:
Na manhã de segunda-feira (10), o ônibus foi tomado por suspeitos. Eles obrigaram os passageiros e funcionários a descerem e atearam fogo no veículo;
O incêndio atingiu a rede elétrica do bairro, o que atrapalhou o dia a dia de moradores e comerciantes. Ninguém ficou ferido;
No mesmo dia, as aulas de cinco unidades de educação municipais e um colégio estadual foram suspensas por causa da insegurança e da falta de energia elétrica no bairro;
Ainda na segunda-feira, o final de linha de Sussuarana foi alterado para a Secretaria do Meio Ambiente do Governo da Bahia, no Centro Administrativo (CAB), a dois quilômetros da última parada “oficial”;
Na manhã de terça-feira (11), nove linhas de coletivos tiveram alterações;
As aulas dos alunos de escolas municipais e estaduais foram normalizadas na região;
Na tarde de terça, os ônibus voltaram a circular no bairro, mas ainda sem acessar o final de linha;
Na noite de terça, a Polícia Militar fez uma operação na região.
Na manhã desta quarta, a segurança no bairro foi reforçada por policiais militares. Os ônibus voltaram a ir até o final de linha da localidade.
Ataque anterior
Primeiro veículo havia sido incendiado no dia 31 de março
Rildo de Jesus/TV Bahia
O ataque que ocorreu na segunda-feira foi o segundo em 10 dias, no mesmo local. O caso anterior foi registrado em 31 de março, na mesma avenida, com um veículo que fazia a linha Sussuarana/Barra 1 (1230).
Neste caso, o suspeito de atear fogo no veículo ficou ferido e foi socorrido e levado para um hospital da capital. O estado de saúde dele nunca foi divulgado.
Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.
Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻
a

Adicionar aos favoritos o Link permanente.