Imagens inéditas mostram a origem da desavença que acabou em agressões a entregadores no Rio


À medida que a apuração da polícia avança, novos detalhes vão aparecendo e ajudam a esclarecer o episódio da violência contra os entregadores de São Conrado, Zona Sul do Rio. Pelo menos nove pessoas foram testemunhas das agressões. A investigação das agressões de uma mulher a entregadores, no Rio de Janeiro, ganhou novos ingredientes. A polícia teve acesso a imagens que mostram a origem desse caso.
À medida que a apuração avança, novos detalhes vão aparecendo e ajudam a esclarecer o episódio da violência contra os entregadores de São Conrado, Zona Sul do Rio.
O Jornal Nacional teve acesso a imagens da investigação que mostram, minuto a minuto, o que aconteceu antes e depois das agressões. Foram filmadas por câmeras de circuitos de segurança de prédios e lojas da região e registraram o que, para os investigadores, é o começo da confusão: no dia 4 de abril, o encontro entre Sandra Mathias e Max Ângelo.
Às 22h40 da noite, Sandra Mathias passeia com um cachorro pela calçada do prédio em que mora. O entregador Max Ângelo passa de bicicleta. Ela gesticula e fala com ele. Na mesma noite, ela foi até a central de entregas e reclamou de Max. Eles discutiram e Max filmou.
Max: É o quê?
Sandra: A câmera ali que filmou você me dando um fino. É isso que eu estou falando. Vocês todo dia…
Max: Então pega a câmera. A senhora pega a câmera e leva…
Sandra: Vou te filmar (tentando pegar o celular dele)
Max: A senhora não me agride não. Tira a mão do meu telefone.
“Ela me chamou de preto da favela, me chamou de marginal”, conta o entregador Max Ângelo Alves.
Sandra Mathias discute com o entregador Max Ângelo em imagens gravadas por ele
JN
O caso foi registrado na delegacia, no dia seguinte, como injúria simples. A delegada avalia se cabe mudar a acusação para injúria racial, crime que tem o mesmo tratamento jurídico do racismo.
Domingo de Páscoa, pouco depois das 17h: Sandra Mathias passa em frente ao ponto onde ficam os entregadores e começa a discutir com Viviane. Max e um outro entregador estão ao lado dela. Menos de um minuto depois, Sandra se aproxima de Viviane, elas continuam discutindo e um colega começa a filmar. Max permanece sentado na escada.
Sandra chega perto de Viviane e dá o primeiro tapa. Depois , outro.
“Ela começou a me xingar e começou as agressões dela, entendeu? Foi onde eu me defendi, foi onde eu peguei ela com a perna e ela me mordeu. E eu falei para o Max: ‘Max, tira ela de mim. Me ajuda! Eu não quero brigar’. Eu só empurrei ela com o pé. Realmente deve ter machucado, sim, entendeu? Porque eu fiquei cega, fiquei nervosa também de ser agredida por ela. Desde cedo até a noite? Até quando vai continuar isso?”, conta a entregadora Viviane Souza.
Sandra Mathias morde outra entregadora, Viviane, em imagens
JN
Passam quatro minutos e ela reaparece no vídeo andando na direção de Max. As imagens da polícia mostram que ela parte pra cima dele, que tenta se proteger. Ela acerta três socos nas costas de Max. Logo depois, ele consegue se soltar. Ela então vai até o cachorro, tira a coleira dele e avança para bater no entregador.
Pelo menos nove pessoas foram testemunhas das agressões. O caso foi registrado como lesão corporal.
“A gente acha que não vai acontecer com a gente, mas quando a gente sofre é diferente. É diferente, você fica com raiva, você não consegue achar uma explicação para aquilo. Em pleno século XXI e ainda existem pessoas assim? Alguma coisa precisa ser feita”, diz Max.
Sandra Mathias foi intimada a depor na polícia nesta quarta (12); ela não apareceu. O advogado de defesa dela entregou fotos que mostram que Sandra está com hematomas pelo corpo e ainda um atestado médico válido até domingo (16).
O advogado de Sandra Mathias não quis se manifestar ao Jornal Nacional.
LEIA TAMBÉM:
Acusada de lesão corporal e injúria por entregadores tem passagens na polícia por ameaça e furto de energia elétrica
Laudo atesta que entregador foi vítima de lesão ao ser atingido nas costas por guia de coleira durante discussão em São Conrado

Adicionar aos favoritos o Link permanente.