Suspeito de abrir fogo durante confraternização em bar e ferir três pessoas é preso e indiciado


Inquérito foi concluído e a Polícia Civil e homem de 25 anos pode responder por homicídio qualificado tentado. Suspeito se apresentou à delegacia de Araguatins dias depois e ficou em silêncio
Divulgação/Polícia Civil
Um homem de 25 anos, suspeito de efetuar vários tiros em um bar da zona rural de Araguatins, no Bico do Papagaio, e ferir três pessoas foi preso e indiciado. No dia do crime, e ele se envolveu em uma briga e acabou ferindo uma mulher e dois homens. A prisão aconteceu nesta quarta-feira (12).
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
O caso aconteceu no dia 16 de outubro de 2022. Segundo a Polícia Civil Por volta da 1h, havia uma confraternização no bar, que fica no povoado Macaúba. Um homem e um garçom do local tiveram uma discussão e o suspeito, que não teve participação no início da briga e estava armado, atirou contra a primeira vítima.
Depois disso, outras pessoas também se envolveram na confusão e o homem continuou atirando. Uma das balas atingiu uma mulher. Assim, as duas primeiras vítimas foram levadas para o hospital.
O suspeito foi embora, mas logo depois decidiu voltar ao bar para levar a irmã embora. Conforme a polícia, outros dois homens foram tirar satisfação com ele e, mais uma vez, o suspeito abriu fogo no estabelecimento. Um dos disparos feriu um dos homens de raspão na cabeça. Depois dos tiros, fugiu do bar.
LEIA TAMBÉM:
Lavrador é condenado a seis anos de prisão por tentativa de homicídio
Suspeito de tentativa de homicídio é preso pela PM após ficar no local do crime discutindo com vítima
Ele se apresentou à delegacia da cidade dias depois do crime, mas ficou em silêncio, disse o delegado Teofabio Alves Siqueira, titular da 10ª Delegacia de Araguatins.
“Demonstrando frieza e extrema violência, atirou várias vezes com a intenção de matar pessoas que nada tinham lhe feito. Em seguida, sem se importar com o grande número de frequentadores do local, passou a efetuar disparos a esmo, atingindo pessoas inocentes”, disse.
O inquérito sobre o crime foi concluído e o homem foi indicado por homicídio qualificado tentado, e o documento foi encaminhado para o Judiciário.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.