Confrontos, assaltos, execuções, reféns e reforços de segurança: relembre casos de violência em Salvador nesta semana


Capital baiana conviveu com mais de 10 ocorrências entre a última e esta quinta-feira (13). Ônibus foi incendiado na Sussuarana, em Salvador
Rildo de Jesus/TV Bahia
Mortes em confrontos entre grupos criminosos e policiais, e durante assaltos e execuções, casos de explosivos desmontados pela polícia, pessoas reféns e reforços de segurança em bairros. Salvador conviveu com mais de 10 ocorrências relacionadas a violência nesta última semana.
O g1 fez um compilado de casos registrados pelo portal entre quinta-feira (5) e esta quinta (13). Em nota, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou que apesar das ocorrências, no primeiro trimestre de 2023, as forças estaduais reduziram em 4% as mortes violentas na Bahia.
Afirmou ainda que os feminicídios e os roubos a bancos diminuíram 25% também em todo estado. Na “parte de produtividade”, a Bahia alcançou a média de 30 suspeitos presos por dia. Entre janeiro e março, as polícias Militar e Civil prendeu 2.211 investigados por homicídios, assaltos, estupros, entre outros crimes.
No combate ao crime organizado, reforçado em bairros como Tancredo Neves, Arenoso e Sussuarana, em Salvador, além das cidades de Feira de Santana, Jequié e Santo Antônio de Jesus, no primeiro trimestre foram apreendidas 2,5 toneladas de drogas, além de destruídos mais de 200 mil pés de maconha, que poderiam render cerca de 50 toneladas do entorpecente, e seis laboratórios para refino de cocaína e confecção de crack.
Polícia faz operação na região de Tancredo Neves para combater disputa entre traficantes
Alberto Maraux/SSP
Das organizações criminosas foram retiradas ainda 1.142 armas de fogo, entre elas 15 fuzis. Por dia, na Bahia, de acordo com a SSP-BA, as polícias apreendem cerca de 16 armas de fogo, entre pistolas, fuzis, carabinas, rifles, espingardas, submetralhadoras e revólveres.
Quinta-feira (5)
Dois homens são mortos durante disputa de território entre facções criminosas em Salvador
Dois homens foram mortos no Arenoso, região periférica de Salvador, na madrugada de quinta-feira (6). O caso aconteceu durante um tiroteio por disputa de território entre facções criminosas, que também atuam em Tancredo Neves, bairro vizinho, na noite de quarta-feira (5).
Também na madrugada de quinta-feira (6), na região do bairro de Tancredo Neves, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar da Bahia detonou uma granada.
Representante do Bope fala sobre detonação de granada no bairro do Arenoso, em Salvador
Sexta-feira (7)
Mulheres são libertadas, após sequestro em Salvador
Em outro ponto da cidade, desta vez no bairro de Piatã, duas idosas, de 64 e 73 anos, foram sequestradas. Elas foram liberadas no bairro de Paripe, na região do subúrbio, na sexta-feira (7), e passam bem. Ninguém foi preso.
Ainda na sexta, o policiamento nos bairros do Arenoso e Tancredo Neves, que ficam em uma região periférica de Salvador, seguiu reforçado, depois dos intensos conflitos por disputa de território para o tráfico de drogas, por grupos criminosas.
Na tarde do mesmo dia, dois homens armados invadiram uma casa e fizeram quatro pessoas da mesma família reféns, no bairro do Rio Sena, no subúrbio de Salvador. As vítimas, uma mulher e três crianças, foram liberadas à noite, após negociação da polícia, e passam bem.
Mulher e crianças foram feitas reféns no subúrbio de Salvador
Sábado (8)
Morre idoso que foi baleado durante assalto em bar de Salvador
Na noite de sábado (8), um idoso de 75 anos foi baleado no tórax durante um assalto em um bar do bairro do Costa Azul, em Salvador. Segundo testemunhas, a vítima tocava violão quando foi o crime aconteceu e ela foi atingida. Ruy Miccuci Figueiredo morreu na manhã de terça-feira (11). Até a manhã desta quinta (13), ninguém foi preso suspeito de ter participado do crime.
A vítima, identificada como Ruy Miccuci Figueiredo, morreu na manhã desta terça-feira (11).
Reprodução/TV Bahia
Domingo (9)
Suspeito de tentativa de assalto é morto a tiros em Salvador
Na noite de domingo (9), um homem de 27 anos, suspeito de tentativa de assalto, foi morto a tiros no bairro de São Caetano. Ele foi identificado pela Polícia Civil como Anelito Pires Ribeiro. Não há confirmação de quem teria efetuado o disparo de arma de fogo.
Terça-feira (11)
Na terça-feira (11), um explosivo foi desativado no bairro de Valéria. Segundo a Polícia Militar, o artefato foi encontrado em uma região conhecida como “Palmeiras” e ninguém foi preso.
Um homem também morreu no mesmo dia, durante um confronto entre um grupo armado e policiais militares, no bairro da Mata Escura. E outro foi morto a tiros no bairro de Nova Brasília de Itapuã, que fica na região turística da Lagoa do Abaeté e da praia de Itapuã.
Quarta-feira (12)
Polícia faz operação na região de Tancredo Neves para combater disputa entre traficantes
Alberto Maraux/SSP
Os bairros de Tancredo Neves, Pau da Lima e Sussuarana receberam, desde as primeiras horas da manhã de quarta-feira (12), reforço de segurança em continuação à Operação Intensificação, iniciada na noite de terça (11).
Em Tancredo Neves, três homens foram baleados durante confronto com a polícia na quarta. Na região, foram apreendidos um fuzil e uma grande quantidade de drogas, conforme foi informado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).
Ainda na quarta e no mesmo bairro, uma criança de seis anos, uma idosa e dois adultos foram feitos reféns. O sequestro durou cerca de sete horas e os quatro suspeitos envolvidos foram presos pela polícia, informou a SSP-BA.
Um homem, segurança de um restaurante no Pelourinho, foi morto a tiros na Ladeira da Palma, região da Mouraria, que fica no bairro de Nazaré, em Salvador. O crime foi cometido próximo ao quartel do exército e de uma delegacia da Polícia Civil.
A Polícia Civil também registrou uma perseguição policial que terminou com três pessoas mortas na região da Avenida Luís Viana Filho, mais conhecida como Paralela, na noite de quarta-feira.
Quinta-feira (13)
Nesta quinta-feira (13), duas mulheres foram encontradas mortas em uma das ruas do bairro de Pirajá, região periférica da capital baiana. Até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso pelos crimes.
Duas mulheres são encontradas mortas no bairro de Águas Claras, em Salvador
Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.
Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻

Adicionar aos favoritos o Link permanente.