Inscrições para curso gratuito de cuidador de idosos em Curitiba podem ser feitas até domingo (16); veja como participar


Aulas serão de 17 de abril a 13 de junho, no Clube da Gente Tatuquara. Curso gratuito de cuidador de idosos e promovido pela Fundação de Ação Social (FAS)
Divulgação/Sandra Lima
A Fundação de Ação Social (FAS) está com inscrições abertas para o curso gratuito de cuidador de idosos, desenvolvido em parceria com o Serviço Nacional do Comércio (Senac-PR).
São oferecidas 25 vagas. Para participar, é necessário ter ensino fundamental completo e idade mínima de 18 anos. Os interessados devem fazer as inscrições até o próximo domingo (16) pelo portal Aprendere.
Se inscreva no curso gratuito de cuidador de idosos
O curso com aulas presenciais será ofertado de 17 de abril a 13 de junho, no Clube da Gente Tatuquara, que fica na Rua Evelázio Augusto Bley, 151.
As atividades, que fazem parte do programa Liceu de Ofícios, acontecem de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h, totalizando 160 horas.
Uma vez certificado, o cuidador de idosos pode atuar em clínicas geriátricas, centros-dia, hospitais, residências, casas terapêuticas, spas, clubes e Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs).
Leia também
Prainhas do noroeste reaparecem após cheia do Rio Paraná de quase 6 m de altura; veja fotos
Polícia Militar prende um dos suspeitos de assaltar banco em Antonina
Jovem é preso suspeito de sequestrar e matar empresário de São José dos Pinhais; três estão foragidos
Sobre a profissão
De acordo com o Guia Prático do Cuidador, elaborado pelo Ministério da Saúde, são atribuições da profissão:
Atuar como elo entre a pessoa cuidada, a família e a equipe de saúde;
Escutar, estar atento e ser solidário com a pessoa cuidada;
Ajudar nos cuidados de higiene;
Estimular e ajudar na alimentação;
Ajudar na locomoção e atividades físicas, tais como: andar, tomar sol e exercícios físicos;
Estimular atividades de lazer e ocupacionais;
Realizar mudanças de posição na cama e na cadeira, e massagens de conforto;
Administrar as medicações, conforme a prescrição e orientação da equipe de saúde;
Comunicar à equipe de saúde sobre mudanças no estado de saúde da pessoa cuidada;
Outras situações que se fizerem necessárias para a melhoria da qualidade de vida e recuperação da saúde dessa pessoa.
VÍDEOS: mais assistidos do g1 PR
Mais notícias do estado em g1 Paraná.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.