Avião da Força Aérea Brasileira é enviado a Marília para captação de órgãos para transplantes


Paciente de 46 anos teve órgãos doados após sofrer morte cerebral em decorrência de uma acidente vascular cerebral isquêmico. Foram doados coração, rins, fígado e córneas. Avião da FAB em Marília para transporte de órgão destinados à transplante
HBU/Divulgação
A família de um homem de 46 anos, vítima de um acidente vascular cerebral isquêmico, doou os órgãos do paciente para transplante, em Marília (SP), nesta quarta-feira (12). Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) foi mobilizada para a logística.
O paciente estava internado no Hospital Beneficente Unimar (HBU), onde foi feita a cirurgia para retirada do coração, rins, fígado e córneas. O procedimento teve início às 8h e terminou por volta de 12h.
Segundo a médica intensivista residente Jéssica Matera, o paciente deu entrada no hospital há oito dias. Após ser constatada a morte cerebral, a família tomou a decisão de doar os órgãos.
Avião da FAB é enviado a Marília para captação de órgãos para transplantes
“Somente o pulmão não foi retirado. Todos os demais órgãos foram retirados para doação e encaminhados à Santa Casa de Misericórdia de Marília e ao Incor, o Instituto de Coração, em São Paulo”, completou.
O médico intensivista Piero Biteli destacou que foi um procedimento incomum.
“Foram mais de quatro horas de cirurgia para retirada de todos os órgãos doados pela família. Sabemos que é um momento de muita dor para os familiares, mas eles tiveram a iniciativa de ajudar outras pessoas”, ressaltou Piero.
Família de paciente internado em Marília (SP) autorizou doação de órgãos com uso de avião da FAB
HBU/Divulgação
Apoio da FAB
Um avião da FAB ficou no aeroporto municipal Frank Miloye Milenkowichi aguardando o material biológico até às 12h50, quando teve início o taxiamento e decolagem do avião em direção a São Paulo (SP).
Assessoria da FAB informou que mantém permanentemente disponíveis aeronaves para o transporte de órgãos, tecidos e equipes para atender às solicitações do Ministério da Saúde.
As tripulações dos esquadrões de transporte da FAB encontram-se de sobreaviso em tempo integral e em todo o país, para o cumprimento das missões que visam salvar vidas.
No período que compreende 2016 até fevereiro de 2023, as aeronaves da FAB transportaram 1.783 órgãos em 1.569 missões realizadas. Fígado e coração são os órgãos mais transportados.
Confira mais notícias do centro-oeste paulista:
Veja mais notícias da região no g1 Bauru e Marília

Adicionar aos favoritos o Link permanente.