Ações de prevenção e combate a incêndios florestais no Jalapão são temas de reuniões com entidades e população


Programação começa nesta quinta-feira (13) e se estende até domingo (16). Estudos envolvem UFT, Naturatins, Fapto e WWF. Com foco na política de Manejo Integrado do Fogo (MIF), o encontro é voltado aos gestores e comunidades tradicionais do Jalapão
Fernando Alves/Governo do Tocantins
O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e a Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto) recebem, nesta quinta-feira (13), representantes da ONG WWF-Brasil para discutir ações de prevenção e combate aos incêndios florestais no Jalapão. A reunião é às 9h, na sede do Naturatins.
Com foco na preservação ambiental, o encontro é resultado de um trabalho desenvolvido pelas instituições, como parte da política de preservação e conservação da biodiversidade do Tocantins. “Queremos buscar estratégias que estejam alinhadas às práticas de uso controlado dos nossos recursos naturais”, destacou o diretor do Naturatins, Warley Rodrigues destacou.
Já no sábado (15), é a vez da comunidade ser ouvida. Pela manhã, acontece uma reunião comunitária de planejamento da política de Manejo Integrado do Fogo (MIF). No dia, as comunidades Galheiros e Carrapato participam do encontro.
LEIA TAMBÉM
Jalapão tem queimadas controladas para evitar incêndios florestais no período seco
Tocantins é o segundo estado com maior número de focos queimadas registrados em 2022
Tocantins ocupa 2º lugar no ranking nacional com 3.683 focos de queimada registrados desde janeiro
No domingo (16), acontece uma atividade de campo, com visita à área manejada e realização de queima prescrita, que será definida de acordo com o clima do dia. O MIF considera a ecologia dos locais e visa equilibrar os riscos de incêndios prejudiciais com os benefícios ecológicos e econômicos que o fogo fornece num determinado contexto.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.