Brasileiros esperam quase 600 dias para tirar visto americano, que ficará mais caro a partir de 30 de maio


Em São Paulo, o tempo de espera é de 571 dias, enquanto Recife registra o menor número: 381 dias. Fila no consulado americano em SP.
TV Globo
O visto americano ficará mais caro no próximo mês e, a poucos dias do reajuste, os brasileiros que desejam visitar os EUA pela primeira vez ainda enfrentam longas filas nas embaixadas e consulados.
A partir de 30 de maio, a taxa para emissão da modalidade B1/B2 (turismo/negócio) pulará de US$ 160 para US$ 185 (ou seja, de R$ 790 para cerca de R$ 914, na cotação atual da moeda brasileira).
São Paulo tem a fila mais longa, com quase 600 dias, enquanto Recife tem a menor, com 381 dias.
Até o dia 12 de abril, o tempo de espera para fazer a entrevista na embaixada e consulados brasileiros estava assim:
São Paulo: 571 dias
Rio de Janeiro: 458 dias
Brasília: 479 dias
Porto Alegre: 441 dias
Recife: 381 dias
Segundo a consultoria jurídica para assuntos de imigração AG Immigration Group, São Paulo, Brasília e Porto Alegre registram o maior tempo de espera da história.
A longa fila só atinge as pessoas que estão tirando o visto pela primeira vez.
Para renovação, por exemplo, São Paulo tem 10 dias; Brasília, Porto Alegre e Recife, 2 dias; e Rio de Janeiro, 1 dia.
Sobre o aumento do valor do visto
A nova taxa de emissão do visto B1/B2 (turismo/negócio) leva em conta um cálculo do Departamento de Estado dos EUA sobre a demanda pelo serviço.
Segundo o órgão, o reajuste é necessário para adequar as receitas aos custos do atendimento, que não estariam sendo cobertos.
O governo americano afirmou que o reajuste poderia ser ainda maior se não houvesse uma revisão de sua proposta original.
LEIA TAMBÉM:
O que é preciso para entrar nos EUA
Por que você deve tirar fotos antes de despachar a sua mala no aeroporto; confira dicas
Lista de viagem: checklist mostra o que levar na mala e quais itens são essenciais
Como tirar o visto de turismo para os EUA
Como renovar o visto para os EUA

Adicionar aos favoritos o Link permanente.