Conheça quais são as principais causas de inadimplência no Brasil


De acordo com a Confederação Nacional dos Lojistas, 66 milhões de brasileiros têm dívidas em atraso. Conheça quais são as principais causas de inadimplência no Brasil
66 milhões de brasileiros têm com dívidas em atraso, segundo um levantamento realizado pela Confederação Nacional dos Lojistas (CNDL). Entre as principais razões de inadimplência no país estão: redução da renda familiar, gastos com problemas de saúde e falta de controle financeiro.
Eloísa Cristina trabalha como diarista e perdeu o pai que ajudava nas contas de casa. “A gente sempre dividiu todas as despesas. Então, a situação piorou em muito”, conta. A diarista trabalha só uma vez por semana porque não está conseguindo novas casas. Para ajudar nas despesas, ela recebe Bolsa Família.
“Emprego a gente não encontra, né? Tá difícil para todo mundo. Você olha seu armário vazio, sua geladeira vazia. Estou de braços cruzados e não sei o que vou fazer”, conta.
Inadimplência
Jornal Hoje/Reprodução
➡️ Veja as principais causas apontadas pela pesquisa:
18% diminuição da renda;
17% imprevisto como problema de saúde, morte na família ou gastos com manutenção da casa ou do carro;
14% dívidas porque alguém da família perdeu emprego;
13% alta dos preços;
12% descontrole financeiro.
“Mais da metade disse que acaba cedendo aos próprios impulsos, não se controla muito bem, às vezes compra e não sabe como pagar. Tem uma questão da conjuntura econômica que colabora também para que as pessoas irem pra inadimplência”, explica Merula Borges, especialista em finanças/CNDL.
Protesto de dívidas: saiba como e por que limpar seu nome nos cartórios de SP
Mutirão de conciliação fiscal é prorrogado em Cuiabá e descontos de dívidas chegam a 95%
O alto nível de inadimplência compromete parte significativa do orçamento das famílias. Ainda de acordo com a pesquisa, um em cada quatro entrevistados afirma que as dívidas podem representar metade da renda mensal e 86% responderam que, caso pagassem tudo o que devem, não teriam todo o dinheiro para gastos básicos, como água, luz, telefone e comida.
Inadimplência
Jornal Hoje/Reprodução
📝 Especialistas em finanças explicam que a educação financeira é um caminho para organizar as contas e evitar que o consumidor fique com o nome negativado novamente.
“Tem várias questões que apontam que essa educação financeira é importante, até essa própria questão da negociação. 70%, quando vai negociar, acabam não cumprindo aquele acordo que foi feito. Então, o que a gente recomenda é que antes de ir para um acordo que a pessoa consiga fazer uma reserva para quitar essa dívida para conseguir uma boa negociação e cumprir com aquilo que foi acordado”, orienta Merula.
Veja a reportagem completa no vídeo acima.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.