• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Alimentos orgânicos: produção envolve ‘guerra’ de insetos para combater as pragas do campo

Em vez do uso do agrotóxico, cultivo usa insetos, fungos e bactérias para acabar com os bichos que atacam as plantações. g1 foi até Itatinga (SP) ver como é essa produção na prática. De onde vem os alimentos orgânicos
Insetos, fungos e bactérias: o que esses bichinhos têm a ver com alimentos orgânicos? Eles atuam nas plantações comendo outros seres vivos que provocam doenças nas lavouras.
Essa reprodução da cadeia alimentar é chamada de controle biológico, um sistema que é usado na agricultura orgânica no lugar dos agrotóxicos, que são produtos químicos proibidos nesse tipo de cultivo.
O g1 foi até Itatinga (SP) ver como é essa produção e, por lá, encontrou larvas de um inseto chamado “crisopídeo” comendo pulgões que estavam atacando uma plantação de pimentão.
Quem cuida dos insetos na fazenda ama lidar com esses bichinhos, mas nem sempre quem é visitante se dá bem com eles. Confira a reportagem no video acima.
DE ONDE VEM: veja todos os vídeos da série
GENTE DO CAMPO: conheça quem produz os alimentos que chegam até você
Por que os alimentos orgânicos são mais caros que os convencionais?
🌱Produção menor: a agricultura orgânica é feita, em grande parte, em pequenas propriedades familiares. É muito diferente das grandes lavouras de soja, por exemplo, que geram uma enorme quantidade de alimentos, com o estímulo de grãos geneticamente modificados para serem mais produtivos e resistentes a doenças.
E, neste caso, a conta é simples: quanto menor a quantidade produzida, maior é o seu custo.
⏳Ritmo de produção: um alimento orgânico demora mais tempo para ficar pronto. Todo o controle de pragas e fertilização do solo são feitos com microorganismos, como insetos, bactérias, fungos e plantas. Esse tipo de manejo tem um efeito mais lento que os agrotóxicos e adubos químicos.
🌲👨‍🌾Regras ambientais e trabalhistas: a produção orgânica tem uma responsabilidade socioambiental maior , que é prevista em lei e é fiscalizada, o que exige mais investimentos por parte do produtor rural. Exemplos: o modo de produzir não pode contaminar o ar, o solo, a água e o empregador precisa garantir um ambiente limpo e seguro aos trabalhadores (saiba mais).
De onde vem os alimentos orgânicos
Créditos ‘De onde vem o que eu como’:
Coordenação editorial: Luciana de Oliveira 
Edição e finalização: Pablo Vaz
Narração: Giaccomo Voccio
Reportagem: Paula Salati e Celso Tavares
Produção: Paula Salati
Roteiro: Paula Salati
Coordenação de vídeo: Tatiana Caldas e Mariana Mendicelli
Coordenação de arte: Guilherme Gomes
Direção de arte e ilustrações: Vitória Coelho, Luisa Rivas e Wagner Magalhães
Fotografia: Celso Tavares
Motion: Vitória Coelho e Verônica Medeiros
Motorista: Ricardo Américo Barbosa
Mais da série De Onde Vem…
De onde vem o que eu como: chocolate
De onde vem o abacate
De onde vem o azeite
Série também está em Podcast…

Adicionar aos favoritos o Link permanente.