• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Cárcere privado, aliciamento e tortura: polícia investiga denúncias contra mulher que teria mantido uma família inteira presa em sítio


Terezinha Pereira dos Santos, de 53 anos, foi presa com outras duas crianças na Avenida Amazonas, no Centro de Belo Horizonte. Terezinha Pereira dos Santos, de 53 anos, foi presa na manhã desta terça-feira (18)
Carlos Eduardo Alvim / TV Globo
A mulher suspeita de abandonar duas crianças, de seis e nove anos, em situação insalubre, dentro de um apartamento no bairro Lagoinha, na Região Noroeste de Belo Horizonte, será investigada pelos crimes de tortura, maus-tratos e abandono de capaz, segundo a Polícia Civil.
Terezinha Pereira dos Santos, de 53 anos, estava com mandado de prisão em aberto e foi presta nesta manhã (18).
Após denúncia, ela foi encontrada com outras duas crianças na Avenida Amazonas, no Centro de Belo Horizonte. A polícia disse que elas foram levadas para o Conselho Tutelar.
Promessa de emprego e cárcere
👉As investigações começaram em fevereiro de 2023, quando dois irmãos foram encontrados sozinhos em um apartamento. Eles estavam sem comida há três dias. Por meio de um buraco, moradores conseguiram fazer contato com as crianças.
👉Na ocasião, os meninos contaram que estavam no imóvel com uma avó de criação, de 53 anos, que saiu para ir a uma consulta médica e não voltou mais. Ela teria orientado que eles mentissem o nome deles.
👉Duas meninas, irmãs dos garotos, já tinham sido levadas pelo Conselho Tutelar. Na ocasião, os meninos ficaram escondidos a pedido da suspeita
👉Os meninos encontrados no apartamento de Belo Horizonte são filhos de Kátia Cristina Alves, presa em janeiro por suspeita de maus-tratos contra o filho de 4 anos, que não resistiu aos ferimentos. O namorado dela também foi preso.
👉Kátia alega inocência e acusa Terezinha de ter mantido sua família em cárcere privado em um sítio que fica na cidade de São Joaquim de Bicas, na Grande BH.
👉O local tinha pouca ventilação e muitas grades, inclusive no banheiro. Atrás de uma parede, foi encontrado um possível cativeiro. A polícia suspeita que as crianças chegaram a ser mantidas lá.
👉Ela disse que Terezinha prometeu emprego a ela e ao marido, recém-chegados a Belo Horizonte. Após dias no sítio, Kátia, grávida na época, foi levada a um hospital para dar a luz. Ao voltar, Terezinha teria dito a ela que seu marido teria morrido de Covid-19.
👉O marido de Kátia, que também teria sido mantido no local, foi encontrado na cidade de João Pinheiro, no Noroeste de Minas Gerais. Ele foi ouvido pela Polícia Civil por carta precatória.
👉A Prefeitura de São Joaquim de Bicas informou que, quando a criança de 4 anos morreu, as duas irmãs foram encaminhadas para um abrigo, onde permanecem. Sobre os dois meninos, que estavam em situação de abandono em BH, a prefeitura disse que tentou contato com a família, mas não teve sucesso.
👉A filha de Terezinha, Lalesca Pereira dos Santos, de 29 anos, foi presa em março. Ela também é suspeita de aliciar crianças.
👉Segundo a Polícia Civil, Terezinha permanece presa e, caso seja condenada, poderá pegar até 20 anos de prisão.
LEIA MAIS:
Mulher suspeita de aliciar crianças é presa em Belo Horizonte
Crianças abandonadas em apartamento em BH são filhas de mulher presa por morte de menino que sofreu maus-tratos
Duas crianças são resgatadas pela PM após dias trancadas em apartamento em BH
Criança de 4 anos morre em São Joaquim de Bicas e polícia suspeita de maus-tratos
‘Pretendo correr atrás de todos os meios legais para levar as crianças de volta’, diz tio de meninos abandonados em BH
Confira os vídeos mais vistos no g1 Minas:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.