• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Economia da Argentina encolhe 5,1% no 1º trimestre de 2024 e entra em recessão técnica


Nos primeiros três meses do ano, o investimento do governo e das empresas diminuiu 23%. O crescimento da agricultura não foi suficiente para compensar a queda no consumo das famílias e as perdas em setores importantes. Economia da Argentina recua 5,1% e o país entra em recessão técnica
A economia da Argentina encolheu 5,1% nos primeiros três meses do ano, em relação ao primeiro trimestre do ano passado.
Como o resultado do quarto trimestre de 2023 também tinha sido negativo, a Argentina agora está em recessão técnica – dois trimestres seguidos de queda.
O presidente Javier Milei assumiu em dezembro e adotou uma série de medidas pra combater a inflação, que superava os 200% ao ano. O governo argentino cortou gastos públicos, desvalorizou o peso e ajustou tarifas a preços de mercado.
Para tentar reduzir o impacto dessas iniciativas, o governo Milei aumentou programas de ajuda a famílias mais pobres.
No primeiro trimestre, o investimento do governo e das empresas diminuiu 23%. O crescimento da agricultura não foi suficiente para compensar a queda no consumo das famílias e as perdas em setores importantes, como construção civil e indústria.
Resultados do 1º semestre de vários setores na Argentina
JN

Adicionar aos favoritos o Link permanente.