Projeto analisa métodos para captação de água de orvalho com bambu como matéria-prima


Sebrae/PR apoia a iniciativa, selecionada em edital do Ministério da Educação Para colaborar com a sustentabilidade hídrica da região de Colombo, um projeto apoiado pelo Sebrae/PR e campus de Colombo do Instituto Federal do Paraná (IFPR), estuda a captação de água do orvalho tendo como matéria-prima o bambu. O Projeto Orvalho, como é nomeado, foi selecionado em edital que apoia iniciativas de promoção ao empreendedorismo inovador da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (MEC).
Na última quinzena de abril, estudantes puderam participar do primeiro ciclo de palestras e oficinas do projeto, que teve como foco a utilização de bambu para a confecção de protótipos. O bambu, conta Kelly Exterkotter, especialista em estruturas de bambu e proprietária da Mambu Arquitetura, é um material natural, em abundância. “É um material leve, muito resistente, que desde o plantio até a colheita traz benefícios para o meio ambiente”, relata ao explicar as vantagens na utilização da planta para o projeto.
“Após os testes com o protótipo, e validado esse modelo, o resultado deste projeto será uma tecnologia de baixo custo capaz de resolver o problema da falta de água em lugares no mundo onde há escassez hídrica e baixa pluviosidade. Através deste projeto, podemos condensar o orvalho em água, solucionando diversos problemas”, esclarece Eduardo Likio Takao, coordenador de Pesquisa e Extensão do Campus do IFPR de Colombo.
Parceiro que faz a diferença
O Sebrae/PR está atuando na mentoria do projeto, com o objetivo de que a iniciativa passe para a próxima fase no edital do MEC. Caso o projeto avance, ele pode receber R$ 160 mil em aporte financeiro do Governo Federal. “Apoiar a inovação, gerar conhecimento, trabalhar a cultura empreendedora e a sustentabilidade, abrem oportunidades e podem impactar o ambiente de negócios”, comenta Vilson Poltronieri Júnior, consultor do Sebrae/PR.
Saiba mais na ASN (Agência Sebrae de Notícias).

Adicionar aos favoritos o Link permanente.