• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Com expectativa de superar R$ 3 bilhões em vendas, Agrotins é lançada


Evento será no Parque Agrotecnológico em Palmas, entre os dias 14 a 18 de maio. Secretário da Agricultura falou sobre as novidades e atrações da 24ª edição do evento. Em 2023, Agrotins movimentou R$ 3 bilhões em vendas, segundo o estado
Tomaz Neto/Governo do Tocantins
Com expectativa de superar R$ 3 bilhões em vendas, a 24ª edição da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins) foi lançada nesta terça-feira (16), no Palácio Araguaia Governador José Wilson Siqueira Campos.
O evento ocorrerá nos dias 14 a 18 de maio, no Parque Agrotecnológico em Palmas, e contará com a presença de representantes do setor produtivo, pesquisadores e expositores, além de autoridades políticas municipais, estaduais e federais.
O secretário de estado da Agricultura e Pecuária, Jaime Café de Sá, afirmou que o governo deve investir aproximadamente R$ 10 milhões em infraestrutura, além da estrutura da feira para receber os expositores. “Mas a iniciativa privada investe mais R$ 80 milhões em infraestrutura deles lá dentro, colocando os seus estantes, os seus equipamentos”.
Segundo o secretário, a expectativa do Estado é arrecadar cerca de R$ 200 milhões com Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) nesse período da feira. “Ou seja, não existe nenhum outro tipo de evento que seja tão rentável e que devolva de maneira tão rápida o investimento que é feito”.
O secretário informou que a abertura ocorrerá no dia 15 de maio, em Palmas, com novidades importantes, como a bioeconomia, tema deste ano.
“A gente escolheu um espaço bem agradável, com uma condição de clima melhor. A Agrotins acontece no período mais quente do ano, mas o povo tocantinense está acostumado a essa condição e nós vamos ter com toda certeza uma grande feira esse ano”.
Ele afirmou ainda que por meio do Fundo de Desenvolvimento Econômico, está sendo feita a pavimentação interna, para tornar o ambiente mais agradável e ficar à altura dos investidores, além de um ordenamento melhor nas estruturas.
“Trazendo as universidades para um espaço, as empresas de máquina para outros espaços, de tecnologia, de serviços, cada uma na sua estrutura, os bancos, para que o produtor possa chegar lá e ter um endereço certo para fazer sua busca seja por tecnologia, ou por crédito. Com toda a certeza com essa infraestrutura a gente vai ter uma vontade maior ainda desses expositores em apresentar seus produtos”.
A Agrotins também tem o objetivo de levar o que foi confeccionado durante o ano por instituições de pesquisa, seja pesquisa para a produção de genética de sementes, novos tipos de fertilizantes, de defensivos, a construção de equipamentos que sejam mais eficientes, seja para fazer o preparo do solo, plantio, a colheita, eficientes tanto na economicidade da preparação do solo e da colheita do plantio, quanto na eficiência.
*Andressa Ribeiro é integrante do programa de estágio entre o Grupo Jaime Câmara e Universidade Federal do Tocantins (UFT), sob orientação de Vilma Nascimento.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.