• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Na Argentina, governo fecha agência pública de notícias

Na sexta-feira (1º), o presidente Javier Milei avisou que fecharia a Télam, que segundo ele produz apenas propaganda kirchnerista, uma referência à ex-presidente Cristina Kirchner. Presidente da Argentina fecha agência pública de notícias
O governo da Argentina fechou nesta segunda-feira (4) a agência pública de notícias. De manhã, os funcionários da Télam encontraram o prédio fechado e cercado pela polícia. Eles receberam um aviso de que estariam de licença por uma semana.
Na sexta-feira (1º), o presidente Javier Milei avisou que fecharia a agência, que segundo ele produz apenas propaganda kirchnerista, uma referência à ex-presidente Cristina Kirchner.
O porta-voz de Milei disse que a agência projetava um déficit de US$ 20 milhões para 2024. A Télam foi fundada em 1945 e tem 800 funcionários.
LEIA TAMBÉM
Milei dispensa funcionários da maior agência pública de notícias da Argentina, e sede é lacrada e cercada pela polícia
Por ajuste fiscal, governo Milei segura verba de províncias e entra em conflito com governadores na Argentina

Adicionar aos favoritos o Link permanente.