• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Alckmin critica morte de civis em Gaza e diz que luta pela paz não é mais opção, mas sim um ‘imperativo ético’

O vice-presidente, Geraldo Alckmin, usou as redes sociais nesta sexta-feira (1º) para criticar o episódio em que mais 100 pessoas foram mortas durante entrega de ajuda humanitária na Faixa de Gaza. Cerca de 750 pessoas também ficaram feridas.
No X, antigo Twitter, ele escreveu que ficou chocado com o que chamou de “ataque contra civis” na região.
“Fiquei absolutamente chocado com a notícia do ataque contra civis palestinos na Faixa de Gaza, perpetrado por forças militares israelenses, que vitimou dezenas de pessoas e feriu outras centenas. Obstar o acesso de indivíduos à ajuda humanitária é inconcebível sob qualquer perspectiva, e abrir fogo contra civis viola os preceitos mais básicos de humanidade”, afirmou.
Em outro trecho, o vice-presidente falou sobre a importância de defender a paz e endossou as críticas de Lula à guerra entre Israel e Hamas.
“Lutar pela paz, como defende o presidente Lula, não é mais uma opção, mas um imperativo ético que deve orientar todos os esforços da comunidade internacional neste momento. É preciso dar o primeiro passo no caminho da paz: cessar-fogo imediato, libertação dos reféns e entrada de assistência humanitária”, completou.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.