• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Onça Safira, que passou por cirurgia inovadora após ser atropelada, é transferida para Cetras de Patos de Minas


Animal com cerca de dois anos de idade foi resgatado às margens da MG-235, no Alto Paranaíba, e foi levada para o Hospital Veterinário da Uniube (HVU), em Uberaba, onde passou por cirurgia. Sáfira após a cirurgia ser realizada no HVU
Uniube/Divulgação
Apelidada de Safira, a onça que foi encontrada ferida às margens da rodovia MG-235 e passou por uma cirurgia em Uberaba, foi encaminhada neste sexta-feira (23) ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETRAS) em Patos de Minas.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
O animal tem aproximadamente dois anos e cerca de 20 quilos. Após ser resgatada, ela passou por um procedimento inovador em Uberaba que inseriu uma placa de material especial para acelerar a recuperação óssea.
Segundo os veterinários, com o sucesso da cirurgia, a onça foi levada para Patos de Minas porque precisa de um ambiente maior para reabilitação. O Cetras é referência no recebimento de animais resgatados pelas autoridades ambientais em situação de risco.
Relembre o caso
A onça suçuarana ficou ferida após ser atropelada na rodovia MG-235, em Ibiá, no Alto Paranaíba, na noite de quarta-feira (14). O vídeo abaixo mostra o resgate do animal, que ficou acuado entre arbustos.
Onça é resgatada após ser atropelada em rodovia
Após o resgate, a onça foi levada ao Hospital Veterinário da Uniube (HVU) para avaliação e submetida a exames de imagem. O diagnóstico foi uma fratura significativa no osso da coxa da pata traseira esquerda, demandando uma intervenção imediata e altamente especializada.
O procedimento cirúrgico foi realizado por uma equipe composta por professores, médicos-veterinários e alunos do curso de Medicina Veterinária. Durante a cirurgia, foi necessário implantar uma placa ortopédica, acompanhada de um pino e sete parafusos
Além disso, o Biovidro 60S, um material inovador na prática veterinária, foi utilizado pela primeira vez em onças-pardas, com o propósito de acelerar a reconstituição do tecido ósseo.
“Este biomaterial é especialmente valorizado por suas propriedades de estimulação da regeneração óssea, representando um marco no tratamento de fraturas em espécies ameaçadas, demonstrando potencial para melhorar significativamente os resultados de recuperação. A escolha deste tratamento reflete o compromisso do Hospital Veterinário da Uniube com a adoção de tecnologias de ponta e práticas inovadoras no cuidado de animais silvestres”, explicou o gerente clínico do HVU, professor Cláudio Yudi.
Onça passou por cirurgia no Hospital Veterinário da Uniube (HVU), em Uberaba
HVU/Divulgação
LEIA TAMBÉM:
ACIDENTE: Veículo carregado com suco bate de frente com caminhão e motorista morre na MGC-452 em Tupaciguara
POLÍCIA FEDERAL: Éder Balbino, o ‘gênio de Uberlândia’ suspeito de ajudar PL a questionar urnas, presta depoimento
POLÍTICA: Veja quem é quem no jantar de Lula com líderes da Câmara
📲 Siga as redes sociais do g1 Triângulo: Instagram, Facebook e Twitter
📲 Receba no WhatsApp as notícias do g1 Triângulo
VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas
📺 Zulmar Antônio foi personagem de um dos episódios do programa Tô Indo, da

Adicionar aos favoritos o Link permanente.