Dólar oscila nesta sexta-feira, mas caminha para recuo na semana


Na véspera, a moeda norte-americana caiu 0,32%, cotada a R$ 4,9262, renovando o menor patamar em 10 meses; foi o terceiro dia consecutivo de desvalorização. Notas de dólar
pasja1000/Creative Commons
O dólar opera sem direção definida nesta sexta-feira (14).
Às 9h, a moeda norte-americana caía 0,10%, cotada a R$ 4,9214. Veja mais cotações.
Na véspera, o dólar teve seu terceiro dia consecutivo de queda (0,32%), cotado a R$ 4,9262. Com o resultado, a moeda passou a acumular perdas de 2,82% no mês e de 6,67% no ano.
Dólar em queda: entenda se é hora de comprar a moeda e as principais perspectivas à frente
LEIA TAMBÉM:
ENTENDA: O que faz o dólar subir ou cair em relação ao real
COMERCIAL X TURISMO: qual a diferença entre a cotação de moedas estrangeiras e por que o turismo é mais caro?
DÓLAR: Qual o melhor momento para comprar a moeda?
DINHEIRO OU CARTÃO? Qual a melhor forma de levar dólares em viagens?

O que está mexendo com os mercados?
O dólar teve um movimento de queda nos últimos dias conforme aumentaram as perspectivas de corte das taxas de juros aqui e nos Estados Unidos — o que diminuiu a percepção de risco dos investidores, que partiram para ativos de risco. É uma situação que favorece investimentos em países emergentes, como o Brasil.
As divulgações de índices de inflação do Brasil e dos Estados Unidos foram boas notícias para os agentes do mercado financeiro, que se preocupam com a desaceleração da economia global. Ambos os dados indicam que a subida dos juros está fazendo efeito nos preços, e que poderão ser reduzidos em um prazo mais curto.
Initial plugin text

Adicionar aos favoritos o Link permanente.