VÍDEO: PMs agridem pedestre e motociclista com socos, chutes e pedaço de madeira durante abordagem em SP

Caso ocorreu no final de março, no Campo Limpo, e foi registrado por câmeras de segurança. Secretaria da Segurança investiga e diz que agentes foram identificados e afastados das operações. Um vídeo feito por câmeras de segurança mostra a violência Polícia Militar durante uma abordagem no Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo.
As agressões ocorreram no final de março, durante a madrugada, por volta das 4h.
Nas imagens, é possível ver uma pessoa passando pela calçada e sendo abordada com um soco por um dos policiais. Uma viatura está estacionada no meio da rua.
O pedestre cai, um outro PM chega e os dois passam a agredi-lo com socos, chutes, pisões. Um dos PM vai até o carro e volta com o cassetete, que também é usado para seguir com as agressões.
Um minuto depois, os policiais notam a chegada de três motociclistas. Eles correm para a viatura e um deles sai com um pedaço de madeira nas mãos.
O PM corre com o pedaço de madeira bate em um dos motociclistas, que é derrubado da moto e arrastado. As agressões só param quando o garupa desce da moto e se coloca na frente dos policiais.
A Secretaria da Segurança Pública não informou se os policias usavam câmeras nos uniformes tampouco esclareceu o contexto da abordagem. Disse apenas que apura os fatos e que os policiais foram afastados.
Letalidade policial
O número de pessoas mortas pelas polícias no estado de São Paulo aumentou quase 20% no primeiro mês da gestão Tarcísio de Freitas (Republicanos) em relação ao mesmo período de 2022. Os dados estão no Diário Oficial do Estado de São Paulo.
Os registros indicam que 37 pessoas foram mortas por policiais em janeiro de 2023, o que representa aumento de 19,3% em comparação com as 31 mortes ocorridas no mesmo período do ano passado.
As mortes praticadas por policiais militares fora de serviço elevaram a letalidade em janeiro. Em 2022, três pessoas morreram em confrontos com PMs de folga, e 13 foram mortos em janeiro deste ano. Na folga, os policiais não precisam usar as câmeras que usam nas fardas quando estão em serviço.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.