• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Câmara Legislativa aprova projeto que autoriza 280 novas atividades no Setor Comercial Sul, em Brasília


Norma prevê funcionamento de mais setores do comércio, instituições e de prestação de serviços, como faculdades e creches. Medida segue para sanção do governador Ibaneis Rocha (MDB). Setor Comercial Sul, em imagem de arquivo
Gabriel Jabur/Agência Brasília
A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou, nesta terça-feira (11), um projeto de lei complementar que amplia o uso do Setor Comercial Sul, em Brasília, e autoriza o funcionamento de mais 280 novas atividades. A norma prevê o funcionamento de mais atividades comerciais, institucionais e de prestação de serviços, como faculdades e creches.
O projeto, de autoria do Executivo local, foi aprovado em segundo turno e, agora, segue para sanção do governador Ibaneis Rocha (MDB). A medida, no entanto, não prevê autorização de moradia no Setor Comercial Sul.
A justificativa do Governo do Distrito Federal (GDF) para a criação do projeto é que a região sofreu “um processo de esvaziamento e consequente obsolescência de seus prédios e espaços urbanos”. A ideia da medida é revitalizar o espaço.
A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) informou que o projeto atende uma demanda dos comerciantes. Um dos focos da norma é levar mais atividades noturnas ao Setor Comercial Sul, para reduzir a insegurança no local.
LEIA TAMBÉM:
CARNAVAL: Secretaria de Cultura adia desfile de escolas de samba por suspeita de fraude, no DF
REAJUSTE: aumento de 25% no salário de Ibaneis Rocha e do primeiro escalão do governo do DF é aprovado na Câmara Legislativa
Atualmente, segundo um levantamento da Seduh, o Setor Comercial Sul abriga apenas lojas de departamento e especializadas, escritórios e consultórios, pequenos laboratórios, feiras de artesanatos, cursos, academias, pequenas agências bancárias e alguns comércios.
Com a nova medida, a pasta acredita que será possível ampliar a oferta de serviços e estabelecimentos na região.
Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Bookmark the permalink.