RS tem mais duas mortes por dengue confirmadas em 2023, diz Secretaria Estadual da Saúde


Vítima são dois idosos com comorbidades, segundo a SES. Um tinha 65 anos e morava em Lindolfo Collor. O outro tinha 99 anos e residia em Ijuí. Estado registra seis mortes pela doença este ano. Pulverização de inseticida em locais com casos de dengue em Porto Alegre
Cristine Rochol/PMPA
A Secretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou, nesta quinta-feira (13), mais duas mortes por dengue no Rio Grande do Sul. Com as confirmações, o estado registra seis mortes pela doença em 2023.
Segundo a SES, as vítimas são dois idosos com comorbidades. Um homem tinha 65 anos e morava em Lindolfo Collor, cidade de cerca de 6 mil habitantes a 55 km de Porto Alegre . O outro tinha 99 anos e residia em Ijuí, no Noroeste do RS. As mortes foram registradas, respectivamente, na segunda (10) e na quarta-feira (12).
As demais mortes pela doença aconteceram em Jóia, Gramado, Morro Reuter e Bento Gonçalves. Em todos os casos, as vítimas tinham comorbidades, segundo a Secretaria da Saúde.
LEIA MAIS:
Mosquitos geneticamente modificados são usados em projeto para conter avanço da dengue
Hospital convoca voluntários para teste de vacina da dengue

A quarta morte por dengue no RS em 2023 teve como vítima um homem de 23 anos, que tinha síndrome de down, obesidade e cardiopatia. A terceira foi uma mulher de 44 anos com diagnóstico prévio de doença vascular. Antes, um homem de 66 anos e uma mulher de 49 anos haviam morrido em razão da doença no estado. Ambos sofriam de hipertensão arterial.
A Secretaria reforça a importância de procurar atendimento médico nos serviços de saúde logo nos primeiros sintomas, para evitar o agravamento da doença.
O estado soma 5.478 casos da doença, dos quais 5.014 são considerados autóctones, ou seja, quando o contágio ocorreu dentro do estado. Os demais casos são importados, quando residentes foram infectados fora do estado.
As autoridades de saúde recomendam a limpeza de áreas interna e externa de residências ou apartamentos e eliminação de objetos com água parada. A prática ajuda a impedir o mosquito transmissor de nascer, cortando o ciclo de vida na fase aquática do inseto.
Sintomas da dengue
febre alta (39°C a 40°C), com duração de dois a sete dias
dor atrás dos olhos
dor de cabeça
dor no corpo
dor nas articulações
mal-estar geral
náusea
vômito
diarreia
manchas vermelhas na pele, com ou sem coceira
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Adicionar aos favoritos o Link permanente.