• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Farias Brito, no Ceará, decreta estado de emergência após fortes chuvas


No último domingo (9), uma barragem do município se rompeu e deixou casas completamente alagadas e destruídas. Barragem de açude rompe e água invade casas e comércios em Farias Brito
O município de Farias Brito, no Ceará, decretou estado de emergência após fortes chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias. O decreto agora aguarda apreciação dos governos estadual e federal.
No último domingo (9), uma barragem do município se rompeu e deixou casas completamente alagadas e destruídas. A água também invadiu comércios, causando prejuízos. Várias pessoas perderam tudo com as enchentes que também inundaram uma escola do município.
De acordo com o prefeito Francisco Austragezio, as chuvas causaram estragos em muitas áreas do município, acarretando a destruição de casas, passagens molhadas e estradas. “Precisamos da ajuda do governo do estado e da União para superar essa situação difícil”, disse.
LEIA TAMBÉM:
Governo Federal reconhece situação de emergência em três cidades cearenses devido a chuvas intensas
Barragem de açude rompeu e água invadiu casas e comércios em Farias Brito no domingo, 9 de abril
Edson Freitas/SVM
Segundo a gestão municipal, o estado de emergência permitirá que a cidade receba ajuda financeira e recursos para reparar os danos causados pelas enchentes, além de garantir assistência aos moradores que foram afetados pelas chuvas.
Cidades em situação de emergência
Em todo o estado já são 19 cidades em situação de emergência e uma em situação de calamidade em decorrência das chuvas. Quase 3 mil pessoas ficaram desalojadas ou desabrigadas e sete morreram. Outras 29 pessoas ficaram feridas e foram socorridas para unidades hospitalares.
Municípios em situação de emergência:
Altaneira
Missão Velha
Aratuba
Antonina do Norte
Guaramiranga
Itapipoca
Uruburetama
Porteiras
Deputado Irapuan Pinheiro
Tururu
Senador Pompeu
Itapajé
Lavras da Mangabeira
Barreira
Pedra Branca
Umirim
São Benedito
Piquet Carneiro
Tabuleiro do Norte
O município que decretou situação de calamidade pública, até o momento, foi Milhã. Ao todo, 500 famílias ficaram desabrigadas, correspondendo a cerca de duas mil pessoas sem ter onde morar na cidade. O município tem 13 mil habitantes, e os desabrigados correspondem a 15% da população do município.
Veja mais notícias do Ceará no g1 em 1 Minuto:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.