Mulher trans é morta a tiros em Diorama


Vítima chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital devido a gravidade dos ferimentos. Suspeito do crime ainda não foi preso. Cidade de Diorama
Reprodução/Prefeitura de Diorama
A Polícia Civil investiga o caso de uma mulher trans, de 40 anos, morta a tiros em Diorama, na região oeste de Goiás. O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (13). O suspeito teria efetuado cerca de dez disparos de uma espingarda contra a vítima. Ela chegou a ser encaminhada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O investigado não foi preso.
De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi até a casa da mulher e a chamou pelo nome. No momento em que a vítima saiu na rua, foi atingida pelos disparos.
O suspeito fugiu, mas na manhã desta quinta (13) pediu para que seu advogado entrasse em contato com a Polícia Civil, informando que prestaria depoimento.
O g1 não conseguiu contato com a defesa do suspeito para que ele se posicionasse sobre o ocorrido.
O delegado Bruno de Paula Ferreira, responsável pelo inquérito, disse que a partir do depoimento do suspeito a polícia espera descobrir a motivação do crime. Enquanto isso, outras diligências estão sendo realizadas para levantar mais informações do caso.
Veja outras notícias da região no g1 Goiás.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.