Guarda municipal suspeito de matar morador de rua com um soco vai responder em liberdade


Cauby de Freitas Novaes, de 56 anos, teve um traumatismo craniano e não resistiu aos ferimentos. Emerson Teixeira Barbosa confessou o crime e foi solto pela polícia. Morador em situação de rua desmaia ao ser agredido por guarda civil
O guarda municipal Emerson Teixeira Barbosa, suspeito de matar Cauby de Freitas Novaes, de 56 anos, com soco no bairro Lar do Trabalhador, em Campo Grande, vai responder em liberdade. Ao g1, a delegada Marília de Brito Martins, informou que há motivação para solicitar a prisão do agressor. Câmera de segurança registrou a ação. Veja o vídeo acima.
“Inicialmente não temos motivação para solicitar a prisão do agressor. O suspeito foi ouvido considerando que foi somente lesão corporal, agora o cenário jurídico vai mudar e ele será ouvido novamente”.
O guarda municipal está afastado das funções há mais de um ano por condutas incompatíveis com o cargo, de acordo com a corporação. Outro Processo Administrativo Disciplinar (PAD) será aberto para apurar o crime cometido pelo guarda.
Em nota, a Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (SESDES), informou que o servidor deverá ser demitido. “Tal conduta é incompatível com a função desempenhada pelo servidor”.
De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima morreu às 19h17 depois de não resistir aos ferimentos causados pela agressão. A delegada responsável pela investigação informou que o corpo da vítima deve passar por exame de necropsia para determinar a causa da morte.
O caso foi registrado na 7ª Delegacia de Polícia Civil como lesão corporal dolosa e deverá ser alterado para lesão corporal seguida de morte.
Entenda o crime
Morador em situação de rua é agredido por guarda civil.
Câmeras de segurança/Reprodução
O homem em situação de rua, identificado como Cauby de Freitas Novaes, de 56 anos, que foi agredido com soco pelo guarda municipal Emerson Teixeira Barbosa, no bairro Lar do Trabalhador, em Campo Grande, morreu na noite desta quarta-feira (12) depois de passar dois dias internado na Santa Casa.
Pelas imagens é possível ver Cauby caminhando pela calçada e para em frente ao portão de uma casa. Momentos depois, o guarda civil aparece em uma moto, para o veículo em frente a vítima e desfere um soco no rosto do homem. A vítima cai no chão e parece desacordado.
Testemunhas confirmaram que a vítima vivia na rua e que circulava pelo bairro Lar do Trabalhador.
No dia do crime, Emerson foi levado para a delegacia e contou que há alguns dias havia se desentendido com a vítima, mas na manhã de terça-feira não aguentou as provocações e deu um soco no rosto dela.
Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.