Trotes para telefone da Polícia Militar no DF podem resultar em multa de até R$ 4 mil reais


Serviço de emergência 190 recebe cerca de 76 mil trotes por ano. Decreto responsabiliza titular da linha telefônica por informações falsas recebidas pela polícia. Central de atendimento da Policia Militar
Reportagem TV Globo
Ligações identificadas como trotes serão multadas em R$ 1.302 no Distrito Federal e, caso haja acionamento de serviços de emergência policial ou de combate a incêndios, o valor chega a R$ 3.906. A regra vale desde esta quarta-feira (12), a partir da publicação de um decreto no Distrito Federal (DODF).
D acordo com o texto, o titular da linha telefônica será responsabilizados pelo trote. Conforme a Polícia Militar do DF (PMDF), o serviço de emergência 190 recebe cerca de 76 mil trotes por ano em Brasília (veja abaixo quando ligar e quando não ligar para o 190).
A partir do decreto, as ligações mentirosas serão encaminhadas às operadoras telefônicas que terão 15 dias para fornecer os dados do titular da linha. Após notificado, o responsável terá um prazo de até 30 dias solicitar recurso, ou terá que pagar a multa.
O telefone 190 da Polícia Militar recebe ligações gratuitas em todo território nacional. O serviço funciona 24 horas por dia e é voltado para qualquer cidadão que necessite de socorro policial imediato.
LEIA TAMBÉM:
SEGURANÇA: GDF anuncia canais oficiais para denúncias de ameaças a colégios públicos e particulares
ENTENDA: Por que fazer gesto nazista é crime no Brasil?
Quando LIGAR para o 190?
Quando estiver ocorrendo ou acabar de ocorrer um crime;
Quando a integridade física do cidadão ou o patrimônio (veículos, imóvel, objetos pessoais, etc.) estiverem em risco;
No atendimento a acidentes de trânsito com pessoas feridas ou com crimes de trânsito;
Quando houver atividade suspeita com pessoa ou veículo que possa estar envolvido em crime;
Em situações graves que necessitem de intervenção imediata da Polícia Militar.
“Ao ligar para o 190, tenha sempre em mãos dados básicos, mas essenciais, que podem agilizar o atendimento, como o endereço completo do local da ocorrência e características das pessoas envolvidas”, diz a PM.
Quando NÃO LIGAR para o 190
Para relatar fato que não tem urgência ou já ocorreu há muito tempo;
Para passar trote;
Para pedir informações diversas, como as de cunho jurídico ou endereços e telefones de outros órgãos;
Para tratar de desacordos comerciais;
Ao se envolver em acidentes de trânsito sem feridos;
Para simplesmente desabafar sobre algum assunto ou situação.
* Sob supervisão de Maria Helena Martinho
Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.