Operação Fake Card prende suspeito de clonar cartões para fazer compras virtuais


No endereço do suspeito foram apreendidos diversos itens comprados com dados de outras pessoas. Ele também foi encontrado com vários tipos de drogas e acabou preso em flagrante. Diversos itens comprados com o nome de vítimas foram apreendidos
Polícia Civil/Divulgação
Um homem de 25 anos de preso pela Polícia Civil suspeito de falsificar documentos e clonar cartões de crédito para fazer compras virtuais com os dados de outras pessoas. Durante o cumprimento de mandados de busca foram apresentados diversos produtos, inclusive, joias e outros bens de luxo. A ação foi chamada de Operação Fake Card.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
O nome do suspeito não foi divulgado e o g1 não conseguiu nenhum contato com a defesa dele.
O caso está sendo investigado pela Divisão Especializada de Repressão a Crimes Cibernéticos – DRCC de Palmas. Segundo a polícia, a investigação começou depois que uma das vítimas procurou a delegacia no início deste ano.
“Uma das vítimas revelou ter sido contatada por inúmeros lojistas de todo o país, que o indagaram sobre mercadorias (algumas de cunho luxuoso) adquiridas com seus dados pessoais, o que foi prontamente refutado pela vítima e chamou sua atenção para possíveis práticas criminosas realizadas às suas custas”, contou o delegado Lucas Brito.
Drogas foram apreendidas com o suspeito
Polícia Civil/Divulgação
Nesta quarta-feira (12) foram cumpridos dois mandados de busca em endereços ligados ao suspeito em Palmas e Colinas do Tocantins. O criminoso foi encontrado em um dos locais e acabou sendo preso em flagrante por tráfico de drogas.
Nos endereços foram encontradas dezenas de itens comprados com cartões e dados de terceiros. Havia notas fiscais de objetos em nome de vítimas, documentos falsos e solicitações de abertura de contas bancárias e cartões de crédito, entre outros itens utilizados nas fraudes.
Também foram encontradas porções de diversas drogas e objetos usados para o tráfico. A ação contou com apoio da 42ª Delegacia de Polícia de Colinas do Tocantins.
Após a prisão em flagrante por tráfico, o suspeito também foi interrogado pelas fraudes e depois mandado para a Unidade Penal de Palmas. Os objetos apreendidos serão encaminhados para os exames periciais.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.