Guarda Nacional dos EUA tido como suspeito de vazar documentos do Pentágono será preso


Jack Teixeira liderava o Thug Shaker, um grupo online onde cerca de 20 a 30 pessoas compartilhavam seu amor por armas, memes racistas e videogames. Imagem aérea do Pentágono, em foto de 12 de fevereiro de 2009
AP Photo/Charles Dharapak
Um guarda aéreo nacional suspeito de vazar documentos altamente confidenciais dos EUA será preso nesta quinta-feira (13) em Massachusetts, disse uma fonte familiarizada com a situação à Reuters.
A fonte, que falou sob condição de anonimato, não deu mais detalhes. O FBI não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre a evolução da investigação.
O New York Times informou que o líder de um grupo online onde os documentos secretos foram postados é membro da Guarda Aérea Nacional de Massachusetts.
Chamado Jack Teixeira, o guarda nacional de 21 anos liderou o Thug Shaker Central, um grupo online onde cerca de 20 a 30 pessoas compartilhavam seu amor por armas, memes racistas e videogames, disse o Times, citando entrevistas e documentos analisados.
O Departamento de Justiça abriu uma investigação criminal formal na semana passada e o Pentágono está avaliando os danos causados pelo que pode ser a divulgação mais prejudicial de informações confidenciais dos EUA em anos.
O presidente dos EUA, Joe Biden, disse ainda nesta quinta-feira que os investigadores estavam se aproximando da origem do vazamento.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.