Projeto ‘Dona Ivone Lara: Axé’ homenageia 100 anos de legado da sambista no Sesc de Mogi


Programação é durante o mês de abril, de forma gratuita. As atividades são para diferentes áreas e para todas as idades. Um mural urbano de cinco metros de altura celebra e homenageia Dona Ivone Lara
Divulgação/ Sesc de Mogi das Cruzes
A partir desta quinta-feira (13), o Sesc de Mogi das Cruzes abre o projeto “Dona Ivone Lara: Axé”, em razão aos 100 anos de legado e vanguarda de uma das figuras mais representativas da história do samba. Durante o mês de abril, a programação contará com ações formativas e apresentações em diferentes áreas e para todas as idades, com shows inéditos, tendo como destaque a obra e a trajetória a cantora e compositora. (veja abaixo programação desta quinta).
Em um movimento de construção de memória, revisitar, dialogar e reverenciar a obra de Dona Ivone Lara é falar de ancestralidade, de pioneirismo feminino, do carnaval, da música popular e da cultura brasileira. É falar de uma compositora negra que nasceu apenas 33 anos após a abolição da escravatura no Brasil e que, ainda hoje, povoa o imaginário nacional com músicas tocadas no rádio, na televisão e, sobretudo, nas rodas de samba.
Pioneira do carnaval, ela tornou-se a primeira mulher a vencer o concurso de samba-enredo numa escola do Grupo Especial do Rio de Janeiro e foi precursora na área da saúde também, ao integrar por quase 40 anos a equipe da psiquiatra, Nise da Silveira, que revolucionou a forma de atendimento psiquiátrico, introduzindo o uso da arte e o atendimento humanizado para os pacientes.
Canto da Noite na Boca do Vento
Fabiana Cozza fará uma apresentação especial no projeto nesta quinta, às 20h. A cantora apresenta o repertório do disco Canto da Noite na Boca do Vento, inspirado no verso do clássico Sonho Meu, de Dona Ivone Lara e Délcio Carvalho, seu parceiro mais constante.
A artista tem oito discos lançados, e já dividiu palcos e estúdios com a sambista Dona Ivone Lara.
Quando: 13/4, quinta
Horário: 20h
Classificação: Livre
Gratuito – Sem retirada de ingressos.
Mural Urbano: Dona Ivone Lara
Um mural urbano de cinco metros de altura celebra e homenageia Dona Ivone Lara. A obra será realizada usando a técnica de pintura acrílica.
A Intervenção visual é com o pintor e artista de rua, William Mophos, nascido em São Bernardo do Campo, cidade onde começou a pintar aos 14 anos. Realiza murais urbanos e pinturas realistas em pequenos objetos reciclados, além de participar de exposições coletivas e individuais.
Quando:13/4 a 2/7, terça a sexta
Horário: 13h às 22h
Sábados, domingos e feriados das 9h às 18h
Classificação: Livre
Gratuito.
Facetas de Ivone – Intervenção digital
Série de ilustrações que abordam três fases da vida de Dona Ivone Lara: a infância e as influências da família em sua formação; sua trajetória como enfermeira e no serviço social, destacando seu importante papel na reforma psiquiátrica no Brasil ao lado da médica Nise da Silveira e, por fim, sua trajetória como sambista, cantora e compositora.
Marília Marz é ilustradora e quadrinista. Em 2020, seu quadrinho “Indivisível” lhe rendeu a indicação ao troféu HQ MIX 2020 na categoria Novo Talento – Roteirista. Desde abril de 2021, atua como chargista em um jornal.
Quando: 13/4 a 23/04
Horário: 13h, online
Classificação: Livre
Gratuito.
Curso com Coletivo Teatral Trupe Trio e Xavier Filho
“Quando eu nasci já tava todo mundo sambando e eu também comecei a sambar”. A partir de rodas de conversa sobre a vida e a obra de Dona Ivone Lara, jogos teatrais e literários, cantorias e poesias, o curso propõe a criação coletiva da intervenção lítero-musical “Se o Caminho é Meu, Deixa eu Caminhar”.
O Coletivo Teatral Trupe Trio é formado por Daniel Pereira e Silvani Moreno e atua com peças teatrais infantojuvenis, mediação de leitura e brincadeiras de matrizes africanas. Nesta atividade, o coletivo tem a colaboração de Vitor Cappa.
Xavier Filho compôs seu primeiro samba-enredo aos 15 anos. Participou de bandas como Sambacana e Arte Pura, além de uma coletânea figurando ao lado de nomes como Zeca Pagodinho, Eliana de Lima, Wilson Moreira e Borba.
Quando: 13/4
Horário: 14h às 16h
Classificação: a partir de 60 anos
Gratuito.
Assista a mais notícias sobre o Alto Tietê

Adicionar aos favoritos o Link permanente.