Justiça debate bullying e atos infracionais em escolas do Amapá; veja como solicitar as palestras


Projeto Ciranda leva equipe multiprofissional para conscientizar sobre violência e fake news. Qualquer instituição de ensino pode participar. Justiça do Amapá dá palestra sobre bullying em escola pública
Ascom/TJAP
Escolas já podem solicitar inclusão no Projeto Ciranda, cujo objetivo é conscientizar os alunos sobre questões relevantes na sociedade como bullying, álcool e outras drogas ou mesmo atos infracionais.
Colégios de nível fundamental e médio podem encontrar o serviço no Fórum de Macapá, na Vara do Juizado de Infância e Juventude ou no site do Tribunal de Justiça do Amapá.
O projeto Ciranda tem como meta promover a conscientização dos alunos sobre o impacto que o bullying e o uso de drogas podem ter em suas vidas e na sociedade como um todo.
As palestras também enfatizam a importância do respeito mútuo e da convivência pacífica, além de destacar as consequências legais de atos infracionais.
O Juizado da Infância e Juventude de Macapá acredita que o Projeto Ciranda é uma maneira eficaz de abordar essas questões com os jovens, incentivando-os a refletir sobre suas escolhas e comportamentos.
Conforme a titular da Vara do Juizado de Infância e Juventude, juíza Laura Costeira, as escolas podem procurar o serviço a qualquer momento.
“Começamos o cadastramento agora, mas não tem um prazo fechado, basta a instituição nos procurar aqui no juízo e informar o tema de seu interesse, iremos preparar todo o material pedagógico e ir até os colégios”, explica juíza Laura Costeira.
Veja o plantão de últimas notícias do g1 Amapá
VÍDEOS com as notícias do Amapá:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.