Valter Silva lança álbum solo com show intimista que convida à contemplação


Show de lançamento do álbum ‘Coração Passarinheiro’ será apresentado nesta sexta-feira (14), às 20h, no teatro do Sesc Sorocaba (SP). Além das músicas libertadas, o álbum também ganhou composições novas
Divulgação
O cantor e compositor Valter Silva apresenta nesta sexta-feira (14), às 20h, no teatro do Sesc Sorocaba (SP), o show de lançamento do álbum “Coração Passarinheiro”. O ingresso custa entre R$ 30 (inteira) e R$ 10 (sócios do Sesc) e pode ser adquirido na bilheteria da unidade (Rua Barão de Piratininga, 555, Jd. Piratininga) ou pelo site.
Mestre na arte de fazer canções aparentemente simples com melodias entoadas com a sua voz suave, Valter Silva levará ao palco um show intimista, com versos poéticos e sensíveis sobre temas como o tempo, a esperança, a natureza, o amor e a fé.
“Espero que as pessoas saiam do teatro desaceleradas, que possam contemplar o canto dos passarinhos, o dia, a noite, o sol, a lua, o silêncio… Que entrem em um outro tempo, porque está todo mundo num tempo agitado, frenético”, convida.
Artista experiente e reconhecido por seu trabalho voltado ao público infantil na Cia. Tempo de Brincar (que em 2023 completa 20 anos), ao lado da esposa Elaine Buzato, Valter Silva lança seu primeiro álbum solo da carreira atendendo ao seu próprio desejo de continuar cantando os mesmos assuntos, mas de uma perspectiva diferente.
“E eu queria também mostrar outras composições e de um outro jeito […]. Eu queria colocar a canção, em sua essência, na frente de tudo”, destaca.
“Coração Passarinheiro”, que já está disponível nas principais plataformas de streaming, é fruto do extravasamento de parte das composições de Valter Silva que estavam engaioladas, ansiosas para ganharem os céus – e os ouvidos do público.
As 13 faixas do disco passeiam por ritmos tradicionais da cultura brasileira e são uma pequena fração diante das quase 600 músicas que o artista já compôs desde o início da carreira, em meados de 1990, em Marília (SP), sua cidade natal.
O critério de escolha, comenta ele, foi afetivo. “São canções que eu gosto de cantar. São músicas que eu me emociono quando termino e, quando é assim, para mim ela está pronta”, assinala.
Além das músicas libertadas, o álbum também ganhou composições novas, feitas em meio ao processo de gravação, realizado entre o final de 2019 e o início de 2020. É o caso de “Marielle Presente”, em homenagem à vereadora carioca assassinada em 2018. Para o show, Valter, que compõe compulsivamente, promete incrementar o setlist com músicas inéditas.
No álbum, que foi totalmente produzido no estúdio localizado em sua própria residência, um refúgio em meio à natureza na zona norte de Sorocaba, Valter Silva foi responsável pelos processos de gravação, mixagem e masterização de todas as faixas, que tiveram participações dos amigos músicos: Di Freitas (rabecas), Danielle Domingos (voz e vocal), Elaine Buzato (voz e vocal), Jefferson Goiaba (sax e flautas), Luiz Anthony (contrabaixo e  cello) e Jefferson Paes (sanfona).
No palco do Sesc, o artista terá a sonoridade enriquecida com a participação de uma banda formada por Elaine Buzato (voz e vocal), Danielle Domingos (voz e vocal), Júlio Paes (piano), Luiz Anthony (contrabaixo e cello), Fulvio Moraes (bateria) e Jefferson Goiaba (sax e flautas).
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí

Adicionar aos favoritos o Link permanente.