Cearense é morta a facadas em São Paulo; marido está foragido


Maria Márcia Araújo Loiola, de 37 anos, foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Maria Márcia Araújo Loiola, de 37 anos, natural de Tauá, foi morta a facadas pelo marido em São Paulo.
Arquivo pessoal
Uma cearense natural da cidade de Tauá, no interior do Ceará, foi morta a facadas na cidade de São Paulo, na noite desta quarta-feira (12). O marido da vítima, suspeito do crime, está foragido e é procurado pela polícia.
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
Conforme Letícia Campos, cunhada da vítima, a auxiliar de escola Maria Márcia Araújo Loiola, de 37 anos, foi atacada pelo companheiro na casa onde moravam, no Bairro Boa Vista. A filha do casal, de 9 anos, presenciou o crime.
“Foram três facadas no peito. Ela foi socorrida, mas infelizmente não resistiu. Hoje nós queremos apenas justiça por ela, justiça para que ele nunca mais tire vidas e deixe famílias desestruturadas”, disse Letícia Campos.
Maria Márcia e José Alécio Fernandes Cunha estavam juntos há mais de 26 anos.
Arquivo pessoal
Maria Márcia e José Alécio Fernandes Cunha estavam juntos há mais de 26 anos e moravam em São Paulo há mais de 20 anos. A suspeita dos parentes é que o crime tenha sido motivado pelo ciúme do homem, que já tem antecedentes criminais. A vítima deixa três filhos.
A família de Márcia está fazendo uma vaquinha para fazer o translado do corpo dela para o Ceará. O objetivo é arrecadar R$ 10 mil para que a mulher seja velada em Tauá. As doações podem ser enviadas por Pix, para o número (88) 9984-69280, que tem como titular Maiara Gomes de Sousa.
Assista às notícias do Ceará no g1 em 1 Minuto:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.