Acusado de mandar matar empresário em Alagoas volta ao banco dos réus após julgamento ser anulado


Novo julgamento começou nesta quinta-feira (13). Fernando Carlos Medeiros já havia sido condenado a uma pena de mais de 18 anos em 2020, mas julgamento foi anulado. Crime aconteceu em há 12 anos em Palmeira dos Índios. Novo julgamento acontece no Fórum do Barro Duro, em Maceió
Nick Marone/TV Gazeta
O fazendeiro Fernando Carlos Medeiros, acusado de ser o mandante do assassinato do empresário Jair Gomes da Silva, conhecido como Grilo, voltou ao banco dos réus nesta quinta-feira (13), no Fórum de Maceió. Em 2020, Fernando Medeiros foi julgado e condenado a 18 anos e 9 meses de prisão, mas o julgamento foi anulado.
O empresário foi assassinado no centro da cidade, com quatro tiros na cabeça. O crime aconteceu em novembro de 2010, no município de Palmeira dos Índios, Agreste de Alagoas. Outros dois executores já foram condenados em 2014, os irmãos Josival e José Rosendo.
De acordo com a denúncia do Ministério Público, o fazendeiro Fernando Carlos planejou o crime após discutir com a vítima em uma cafeteria. Ele teria, então, contratado Bispo, os irmãos Rosendo e Manoel Araújo da Costa para cometerem o assassinato. Costa faleceu durante o processo.
Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL
Veja mais notícias da região no g1 AL

Adicionar aos favoritos o Link permanente.